terça-feira, 22 de agosto de 2017

[Resenha] Entre cabras e ovelhas, Joanna Cannon

Título: Entre cabras e ovelhas
Autora: Joanna Cannon
Editora: Morro Branco (cortesia)
Páginas: 472
Onde comprar: Amazon | Saraiva

“- O problema com as ervas daninhas – ele explicou – é que tudo é muito subjetivo.
Ficamos confusas.
Ele tentou de novo:
- Depende muito do ponto de vista. O que é erva daninha para uma pessoa pode ser uma bela flor para outra. Depende muito de onde crescem e dos olhos de quem as vê.”

Entre cabras e ovelhas foi uma leitura um tanto quanto surpreendente, porque eu não sabia o que encontraria por entre essas páginas, tinha uma vaga suposição que seria a busca de duas crianças por uma vizinha desaparecida, mas esse livro foi muito além disso.

Estamos na Inglaterra, no verão de 1976. A Sra. Creasy desapareceu e a Vila está cheia de pessoas fofocando sobre o que pode ter acontecido. As pessoas apenas culpam o calor, dizendo que ele o responsável de tudo, mas as pequenas Grace e Tilly não acham que o calor é culpado e decidem procurar a Sra. Creasy e Deus, pois o pároco disse que, se Deus estiver entre eles o mal não reinaria e tudo voltaria ao normal. Ao visitarem seus vizinhos, as meninas percebem que todos têm algo a esconder. Como poderão, então, encontrar Deus e trazer a Sra. Creasy de volta? 
“- Por que as pessoas botam a culpa de tudo no calor? – perguntou Tilly.
- É mais fácil – expliquei.
- Mais fácil do que o quê?
- Mais fácil do que revelar a todos as verdadeiras razões.”

O parágrafo acima é o que me sinto livre para compartilhar com vocês, pois acho que o fator surpresa é essencial para esse livro ser lido e para agradá-los.


Apesar de o foco principal do livro ser as meninas buscando a Sra. Creasy e Deus, contamos com a participação de todos os moradores da Vila, sejam entrevistados pelas meninas, com seus próprios dramas ou lembranças do que aconteceu no ano de 1967. São essas lembranças, sendo narradas em paralelo ao presente, que fazem com que a trama ganhe forma e que o leitor entenda o que está acontecendo. A grande quantidade de personagens, entretanto, faz com que a leitura fique um pouco lenta no começo, pelo menos, até o leitor se localizar e criar um plano dos personagens em sua mente.

Grace, uma menina espirituosa e antenada com tudo, gosta de se fazer a difícil. Aquela que precisa ser procurada, mas, conforme vai amadurecendo, vai percebendo o que é realmente importante. Já Tilly é uma menina frágil. Ela precisa de cuidado excessivo por parte de todos e Grace a ajuda nesse ponto. Além desse cuidado excessivo, ela demonstra, muitas vezes, ser uma menina que se submete a tudo e todos para ser aceita.

Com relação aos demais personagens, meu destaque fica à cargo da Sra. Creasy, a desaparecida, de Dorothy, uma mulher que vive um relacionamento abusivo e não pode confiar em sua memória, da Sra. Morton, que cuida das meninas e do Sr. Bishop, o morador da Casa 11 que é odiado por todos.

Apesar de ter adorado a leitura, tenho uma ressalva com relação ao final. Nós, leitores, sabemos tudo o que aconteceu e tudo termina muito amarrado, mas meu senso de justiça pediu algo a mais. Senti necessidade de os personagens entenderem o que fizeram e como firam infelizes e incorretos por julgar o outro. Entretanto, diante da grandiosidade dessa obra e do quanto me ensinou, não posso dizer que essa ressalva deve ser levada tanto em conta assim. 
“- As pessoas costumam acreditar nas coisas só porque todo mundo acredita. – (...) – Não procuram provas, só procuram a aprovação de todos os outros.”

Entre cabras e ovelhas é uma leitura extremamente envolvente que deixa o leitor ávido por saber como tudo irá se solucionar e que é impossível não recomendar. Não é à toa que esse livro é Best Seller do Sunday Times e que foi elogiado pela Paula Hawkins, autora de A Garota do Trem. Por favor, façam essa leitura e se surpreendam tanto quanto me surpreendi.
Classificação:

12 comentários:

  1. Oi, Bruna! Confesso à você que, eu nunca fui tentado a ler esse livro, talvez pelo fato de eu não ler muitos livros desse ambiente de época. Mas sua resenha me convenceu a dar uma chance a obra, até porque a mesma é bastante elogiada e, sem contar essa capa que é simplesmente maravilhosa. De qualquer forma, eu anotei sua dica e adorei sua resenha, está estupenda de tão agradável de ser lida. Abração!

    www.marcasliterarias.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Não conhecia o livro e nem a autora. Achei bem interessante a proposta de se ter duas crianças como protagonistas, me parece ser algo doce, leve, sútil. É bom esse tipo de leitura de vez em quando. Só não gostei do fato de o fim não ser como o esperado, isso frustra demais. Enfim, gostei de conhecer. Espero ler em breve.
    Adorei suas fotos.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá!Tudo bem?
    Não conhecia esse livro e nem passava pela minha cabeça sua existência.haha
    Mas pela sua resenha parece um livro que eu me apaixonaria e um livro diferente.
    Achei muito interessante a história.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bem?
    Não conhecia esse livro, amei na sinopse a parte "Depende muito do ponto de vista. O que é erva daninha para uma pessoa pode ser uma bela flor para outra. Depende muito de onde crescem e dos olhos de quem as vê"

    Não costumo ler muitos livros de época, não gosto muito, mas esse realmente despertou meu interesse, amei a resenha e meio que já me apaixonei pelo livro por ela kkkkk

    Dica anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oiiii tudo bem??

    Estou esperando meu exemplar chegar, e confesso que não esperava nada assim tbm, não sabia muito da história, apesar de amar todos da morro branco.
    Adorei a resenha. Fiquei com mais vontade de ler.
    E confesso que adoro livros que mexem com nosso senso de justiça.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  6. Ei, Bru ❤
    Vi uma vez uma resenha desse livro é julgar-se pela capa podeira jurar que era uma fábula, mas é muito mais que isso né?
    É uma premissa interessante e até diferente do que estamos acostumados a ler. Parece ser aquele livro que no final vai fazer você repensar algumas atitudes. Gostei muito da sua resenha, e fiquei curiosa para poder fazer a leitura. Parabéns pela resenha. Beijos!!

    ResponderExcluir
  7. hi baby, tudo bem? adoro leituras misteriosas que nos fazem querer ir até o final o mais rápido possível para saber o que aconteceu, adorei a sinopse e a resenha aponta-lo como envolvente me instigou bastante! adicionarei a minha lista de futuras leituras

    Lilian Valentim
    https://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Oi.
    Eu nunca tinja visto nada sobre esse livro e achei a proposta bem diferente. Creio que o nome, combinado com essa questão da procura por Deus já nos dão uma ideia sobre o que podemos esperar no enredo.
    Adorei a resenha e fiquei com vontade de conferir o livros.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oiee Bruna ^^
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas sabe que eu adorei o título? haha'
    Também gostei bastante da história em si, é bem o tipo de livro que eu estou querendo ler no momento, bem diferente de tudo o que eu já li ou encontrei por aí. Uma pena que o começo seja um pouco arrastado, mas contanto que a gente não fique perdida tentando entender quem é quem, está ótimo, né? haha'
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  10. Oláa!!
    Ainda não conhecia esse livro, e parece profundo e daqueles que tem muito a nos ensinar, gosto muito de livros desse tipo que nos trazem algum bom ensinamento da vida.
    A capa é linda, vou colocar na minha lista.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Bru

    Se a minha diva mór Paula Hawkins recomenda eu tenho que ler! Hahahaha
    Eu não ligo quando os livros têm muitos personagens. O último livro da Paula, por exemplo, tinha 14 (e todos narravam) e eu nem liguei. Eu não sei bem como me sinto em relação ao enredo, mas se você (e a Paula hahaha) recomenda, vou dar uma chance mais pra frente!

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    estou doida para ler algum livro desta editora, afinal as edições são maravilhosas e não tem como não querer um livro lindo assim na estante.
    Segundo, que história mais interessante! Fiquei bem curiosa para saber o que aconteceu com a senhora e como essas crianças vão se virar, além de que tem vários outros personagens com histórias muito bacanas tbm.
    Espero ter a chance de lê-lo um dia, adorei sua resenha e fotos

    ResponderExcluir