[Resenha] Hippie, Paulo Coelho

Título: Hippie
Autor: Paulo Coelho
Editora: Companhia das Letras | Selo: Pararela (cortesia)
Páginas: 296
Compre: Amazon

"Amor é uma pergunta sem resposta."

Hippie é o mais novo livro do consagrado autor Paulo Coelho.

Em sua obra mais biográfica, o autor conta um pouco de sua história de vida, regrada a drogas, tortura, prisão, e aventura. No auge do movimento hippie.

Para quem não conhece, essa geração era conhecida por pessoas (classe média, alta) que desafiava o sistema da época, por não aguentar a pressão, da sociedade, onde só era bem visto quem tinha estudo uma boa casa e um bom emprego (o que se pararmos para pensar, não é muito diferente dos dias de hoje).

Esse movimento teve repercussão mundial, e ganhou seguidores de toda parte do mundo. Uma tribo onde as pessoas eram solidarias e tinham respeito por todos, e não eram obrigadas a fazer o que era considerado politicamente correto.


Apesar de ser um livro biográfico, o autor narra em terceira pessoa. Aqui conhecemos o jovem Paulo, ele está desbravando o mundo, buscando sempre mais a procura da liberdade e sonha em ser escritor.
"Nós não escolhemos o que acontece conosco, mas podemos escolher a maneira de reagir a isso"

A história se passa em 1970 onde Paulo conhece a jovem idealista Karla e após se envolverem, eles decidem partir para uma viagem, entre Amsterdã e Istambul a bordo do Magic Bus. Nessa viagem eles passam por grandes aventuras e mudanças interiores, que mais tarde, tornarão seus novos valores de vida.

"Quem quer aprender magia, deve começar olhando a sua volta. Tudo o que Deus quis dizer ao ser humano colocou bem na sua frente, a chamada Tradição do Sol. A Tradição do Sol é democrática - não foi feita para os estudiosos ou puros, mas para as pessoas comuns. O poder está em todas as pequenas coisas que fazem parte do caminho de um homem; o mundo é uma sala de aula, o Amor Supremo sabe que você está vivo e vai lhe ensinar."

Durante a viagem conhecemos melhor os passageiros do ônibus, e temos histórias surpreendentes.

O Autor narra ainda um pouco da sua história na época da ditadura. Onde foi preso e acusado de terrorismo principalmente por sua ideologia e pelas letras de musica que fazia em parceria com seu amigo Raul Seixas. Ele conta também sua experiencia com as drogas, porque usava, o que sentia.


Paulo Coelho é o autor brasileiro mais lido no mundo, e Hippie é sua vigésima obra. 

Desde o seu lançamento que eu fiquei empolgada em realizar essa leitura, pois sou uma grande fã do autor. A edição está maravilhosa e foi publicada pela companhia das letras, pelo selo Paralela. Outras obras do autor estão ganhando novas edições, e todas estão ficando lindíssimas.

As primeiras paginas foram um pouco arrastadas para mim, mas depois leitura fluiu.Sempre tive curiosidade em saber mais sobre o movimento hippie, e aqui aprendi muitas coisas interessantes. Porém, com tudo isso, eu ainda esperava mais do livro. 

Acredito que por ter lido outras obras do autor e conhecer melhor sua escrita, a exigência acaba sendo maior com o passar do tempo.

Classificação:

10 comentários

  1. Parece ser bem interessante!

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi.

    Eu não sou fã do autor, na verdade, eu nunca me interessei muito pelos livros dele. Para quem gosta dele, esse livro parece ser bem interessante, possibilitando conhecer mais sobre a vida do Paulo Coelho. Que bom que você gostou, acho que outros também irão gostar. No meu caso, vou passar a dica.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi Vanessa!

    Tudo bem? Então, Paulo Coelho... bom, eu não sou nem de longe uma fã. Tentei ler O Alquimista uns anos atrás quando a Arqueiro (se não me engano) relançou o livro, mas foi uma leitura que flopou real, não passei do capítulo cinco!

    O fato de o livro falar das experiências pessoais dele e não ser um livro de ficção me deixa ainda menos tentada a ler, em geral só leio biografias ou livros com relatos sobre a vida de alguém que admiro muito, para você como fã do autor, faz sentido ler esse livro.

    Fico feliz que apesar das primeiras páginas de narrativa arrastada o livro tenha ganhado ritmo depois e você tenha conseguido não só aproveitar a leitura como também aprender mais sobre o movimento hippie, mas mesmo assim vou passar a dica porque realmente não é meu tipo de leitura.

    Beijinhos - Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  4. Oi! Conheço a escrita do Paulo há alguns anos, quando ganhei dois livros dele e fiquei encantada com as histórias, As Valkírias e Verônica decide morrer. Gostei demais desses livros, tanto, que já depois de crescida e mais entendida, voltei a ler, e vendo de um modo bem diferente, confirmei o encanto. Este livro me parece ter boas doses de tudo que sempre tem um pouco em cada livro dele, misticismo, religião e dúvidas da vida.. Sou muito curiosa com a vida dele, e das tantas coisas loucas que aconteceram e que servem sempre pra ele compor as histórias. Adoraria ler!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  5. Oii, tudo bem?

    Eu amo a escrita do Paulo Coelho, os livros dele sempre trazem reflexões muito interessantes.
    Eu gosto muito de ler biografias de autores ou cantores que admiro, sinto como se fosse mais próxima deles.

    Que bom que a leitura fluiu para você, mesmo com as páginas arrastadas do começo.
    Acredito que vou amar o livro, vou adorar saber mais sobre o movimento hippie, e já estou curiosa sobre a parte em que ele narra um pouco do que passou na época da ditadura por causa de sua ideologia e letras das músicas.

    Amei a dica!!
    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Vanessa.
    Até cheguei a receber um exemplar desse livro, mas não fiquei nada empolgada em ler.
    Não é o tipo de história que me agrada, então acabei passando meu livro para frente.
    Acho que sempre tem quem goste, então nada de ficar com um livro abandonado na estante, né?!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    A capa desse livro é muito linda, todas as novas edições dos livros do Paulo Coelho são!
    Adoro a escrita do autor, já li vários livros, mas ainda não conferi essa sua obra biográfica. Apesar de biografia não ser minha praia, fiquei interessada na leitura, a vida do autor parecer ter sido bem loucakkkkkk
    A resenha está ótima, adorei os quotes!

    beijos - Anne and cia

    ResponderExcluir
  8. Oi, Vanessa!
    Eu ainda não li nada do autor e tenho muita curiosidade com as obras dele. Embora eu esteja, sim, curiosa com esse livro, eu não pretendo começar a ler os livros do autor por ele, acho que é um livro mais para quem já conhece a escrita do Paulo Coelho e para os seus fãs o conhecerem melhor.
    Eu gostei de ver um pouco mais sobre a obra aqui na sua resenha e gostei da sua sinceridade ao falar da leitura.

    ResponderExcluir
  9. Oi Vanessa...
    Menina eu só tive a oportunidade de ler um livro do Paulo Coelho, foi há muito tempo atrás e tenho que dizer que não me empolguei muito com a leitura. Esse livro parece ter uma edição linda. Mas não me dou muito bem com obras biográficas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Vanessa,
    Acho estranho alguém que gosta de ler dizer que nunca leu um livro de Paulo Coelho, por exemplo. Essa é uma falha que tenho que corrigir, até pra poder me posicionar entre os que gostam dele e os que não gostam. Devo começar por O Diário de um Mago. Espero gostar do autor, assim como vc.
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos

    ResponderExcluir