[Resenha] Garotas como nós, Dana Mele

Título: Garotas como nós
Autora: Danielle Steel
Editora: Universo dos Livros (cortesia)
Páginas: 384
Onde comprar: Amazon

“As palavras ecoam em meu cérebro. Foi uma morte violenta. A garota parecia tão calma, tão serena, mas a morte é algo pungente e severo. É violenta por definição.”

Garotas Como Nós conta a história da escola Bates, lá só meninas estudam e uma delas aparece morta em um lago depois de uma festa de Halloween. Jessica é a garota morta, primeiramente apontam como suicídio, mas depois de algumas perguntas, a polícia altera a investigação para homicídio. E aí as coisas começam a ficar feias para Kay Donovan.

Kay faz parte de um grupo bem popular na escola. Ela participa do time de futebol da Bates e todas as suas amigas são tão populares quanto ela. E além de populares, elas são as garotas malvadas, fazem bullying com metade da escola e isso volta pra cobrar delas, principalmente de Kay.

“Quão fechada em si é preciso ser para não notar que alguém está prestes a implodir?”

Ela recebe um e-mail com um link para um site da “vingança” e ela precisa ir desbloqueando as pistas com senhas, pra conseguir as senhas, ela precisa deduzir o que a pista tá pedindo pra ela fazer. O site vem assinado por Jessica. Pois é, a vingança além do túmulo.

Basicamente, é isso. Temos uma morte, a investigação começa e temos alguns suspeitos, o ex namorado de Jéssica, Spencer (ex de Kay e o ficante de Jessica na época de sua morte) e claro, Kay. 

O enredo parece bem incrível de cara, um assassinato numa escola de ensino médio e Kay tem um passado que a condena. Então, eu fiquei animada. Mas durante a leitura - eu que já estava de ressaca - comecei a sentir bastante dificuldade de manter o ritmo.


O que me chamou atenção aqui foi o assassinato, mas isso se perde na história e vira um negócio meio vingança adolescente. E aí que fica difícil de se inserir porque não dá pra imaginar que o que acontece no livro aconteceria realmente sabe? Os “fatos” não batem e tudo fica meio sem conexão. A parte investigativa ficou bem sem graça e até óbvia.

Talvez a autora tivesse tido mais sucesso se não tivesse ido tão longe e usado uma (é mais) mortes como plot central do livro. Ele é um romance, inclusive, bem força barra no quesito - gosto de garotas - e eu achei que isso foi só pra dizer que teve alguma representatividade no livro. Falhou.

“A parte traiçoeira é que, para fazer a mentira parecer real, às vezes temos de preenchê-la com os detalhes que podem não ter estado lá antes.”

O meio da história é muito parado e o final pra solução do caso fica pros últimos 10% do livro. Ou seja, bem corrido e óbvio (como já disse), sendo que o meio cheio de diálogos repetitivos poderia ter sido usado pra isso.

Não consegui sentir empatia nenhuma pela Kay, que é a nossa narradora. Toda hora que ela falava sobre o passado dela eu só pensava "ok, essa garota devia tá numa terapia ou na cadeia". A autora tentou desenvolver o caráter da personagem, mas aí eu já tinha criado ranço. Temos personagens secundários e o que eu mais gostei foi Spencer. O resto não fede nem cheira. Nola surge na história de um jeito bem interessante, mas não cheguei a gostar dela.

Enfim, foi um livro meio decepcionante porque eu fui com muita sede ao pote. Talvez, se você não for com muita expectativa, você goste mais que eu.

E temos um problema de revisão, não é problema de gramática, é literalmente de escrita, palavras que ficam cortadas e faltando letras. Isso me incomodou bastante porque aconteceu várias vezes ao longo do livro.

Resenha e fotos desenvolvida por Ana Gabriela.

5 comentários

  1. O livro parece bem interessante, mas criar ranço da narradora acaba destruindo a leitura. Já aconteceu comigo em A Filha do Rei do Pântano e o livro se tornou maçante. Também fico bem incomodada quando erros de gramática se tornam muito presentes na leitura.

    Beijo
    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  2. Oi, como vai? Que pena que a leitura não tenha suprido suas expectativas, de qualquer modo a obra parece ser interessante, apesar de suas ressalvas. Abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana, adoro resenhas sinceras, parabéns!!
    Já tive vontade antes de ler este livro, pelo que é proposto na sinopse, mas depois o tempo foi passando e acabei esquecendo deste livro.
    Que pena que o livro tem tantos pontos negativos.
    Quanto a revisão, acho que esse é um problema da editora sabe, já peguei alguns livros assim :(

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderExcluir
  4. Olá, Ana

    Que pena que você teve tantas ressalvas para com esta leitura. Eu confesso que nem conhecia o livro e achei o enredo teen demais. Já não leria por isso, e admito que sua resenha jogou a pá de areia que faltava. hahahah

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  5. I want to let the world know about Doctor AKHERE the Great spell caster that brought back my husband to me when i thought all hope was lost. Doctor AKHERE used his powerful spell to put a smile on my face by bringing back my man with his spell, at first i thought i was dreaming when my husband came back to me on his knees begging me to forgive him and accept him back and even since then he loves me more than i ever expected so i made a vow to my self the i will let the World know about Doctor AKHERE because he is a God on earth. Do you have problems in your relationship ? have your partner broke up with you and you still love and want him back ? Do you have problem with your finance ? or do you need help of any kind then contact Doctor AKHERE today for i give you 100% guarantee that he will help you just as he helped me. Doctor AKHERE email is: AKHERETEMPLE@gmail.com or
    call/whatsapp:+2349057261346

    ResponderExcluir