[Resenha] Para todas as pessoas intensas

Título: Para todas as pessoas intensas
Autor: Iandê Albuquerque
Editora: Outro Planeta | Selo: Planeta (cortesia)
Páginas: 221
Onde comprar: Amazon

O que mais amo na escrita do Iandê é a sua capacidade em dançar com as palavras certas pelas páginas de seus livros. Mais uma vez, estou encantada com a edição elaborada pelo selo Outro Planeta (da Planeta Livros Brasil).

A primeira coisa que percebemos nesse livro é que ele foi escrito para pessoas intensas demais, e isso é evidenciado em cada crônica e poema do autor. Conhecemos as pessoas: ansiosas demais, amáveis demais, perdidas demais, sozinhas demais, alegres demais, fieis demais, amigas demais e acima de tudo intensas demais!

Essa leitura soou como um refúgio para acalentar a minha alma, e pude perceber que a intensidade não é um erro, mas um dom e um hábito. É inútil coloca-la de lado, quando esta faz parte do nosso "eu", e mais ainda, o bem e o mal que ela nos faz.

"Você é uma pessoa incrível, você é capaz de vencer os seus conflitos internos. Você é bem mario do que suas inseguranças, você é capaz de enfrentar e vencer as batalhas."

Iandê constrói uma obra diferenciada, porque ela fala com os vários tipos de pessoas intensas e que esperam por conselhos sobre se o que estão fazendo é errado, mas não é. Com uma linguagem sincera, o autor enfatiza que "você não precisa se arrepender  por ter sido você".

"Seja honesto com os seus sentimento, você não precisa permanecer só porque não consegue dizer 'não'. Você não deve aceitar posições que não são confortáveis para você só pelo medo de decepcionar alguém."

Encontramos abrigo em uma obra que significa as nossas vidas, tanto quanto a água hidrata nosso corpo. As páginas nos surpreendem por mesclar ilustrações e mensagens de apoio e de incentivo em continuar sendo quem somos, mesmo que ninguém retribua aos nossos gestos "intensos" demais. Portanto, se você é uma pessoa intensa demais, essa leitura é para você entender que não precisa deixar de ser quem é por ninguém menos que você. 

" E assim você continua convivendo com o que já deveria ter jogado fora. "

Resenha e foto desenvolvidas por Amanda Melo

5 comentários

  1. Oi, Amanda como vai? Que resenha bacana! Fico muiíssimo feliz com o retorno das resenhas aqui do blog. Gosto muito do trabalho de você, da Bruna e da equipe do blog. Esse livro deve ser inspirador, ainda mais para quem curte o gênero. Abraços!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Amanda, eu gostei muito do título porque me considero uma pessoa intensa, mas não sei se leria este livro, por já ter tido uma decepção em outro livro da autora. De qualquer forma foi legal conhecer um pouco mais dele pela sua resenha!

    Beijos Mila

    Daily of Books Mila

    ResponderExcluir
  3. Olá..
    Adorei a sua resenha!
    Ainda não conhecia a obra em questão, mas pelos seus comentários pude perceber que com certeza é um livro que me agradaria. A premissa é bem legal e, é claro, já anotei a sua dica!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Esse livro é pra mim, socorro!
    Sou intensa em diversas aspectos, em sua maioria eu vejo como aspectos negativos. É um livro que ajudaria pessoas que pensam como eu sobre si e você dizer que ele acalenta um pouco da nossa alma me deixou com vontade de ler ele para relaxar o coração rs

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
  5. Sou bastante intensa então ja adianto que vou adorar a leitura!!! Adorei como falou do livro na resenha, pude me encaixar direitinho nela ♥️

    Beijo
    Imersão Literária

    ResponderExcluir