eBooks com desconto na Amazon


Oi pessoal, como vocês estão?

Hoje estou aqui para conversar com vocês sobre a Kindle Week, na Amazon. São vários eBooks – maravilhosos – e Kindles com descontos imperdíveis, mas, acalmem-se, vou falar um pouco sobre como é minha experiência com meu Kindle Paperwhite.


Logo que começou essa onda de leitores de livros digitais, convenci meus pais que precisava comprar um, mas eu não tinha confiança nenhuma na Amazon na época e achava que o produto não chegaria. O resultado foi que optei por comprar um Kobo, da Livraria Cultura. Acabou que tive um problemão para receber o produto e paguei muito caro . No entanto, assim que ele chegou foi amor à primeira vista. É muito confortável ler, é fácil ter acesso a vários eBooks maravilhosos que chegam na hora, mas, quem conhece a Livraria Cultura sabe que as coisas costumam ser caras e muitos eBooks de autores nacionais que eu queria ler, não podia porque só vendia na Amazon – sim, triste!

Alguns anos depois, meu irmão pediu um Kindle de presente e acabei comprando o Paperwhite para ele. Fiquei contente por ver que ele estava lendo e dedicando seu tempo aos livros. Foi quase nessa mesma época que meu Kobo pifou e parou de funcionar. Pensei um pouco e quase investi em outro Kobo, mas quando vi a facilidade de ter um Kindle e os eBooks que eu teria acesso, parti para ele e virei uma KindleManíaca. Levo meu Kindle para tudo que é lugar – mesmo morrendo de medo de ele quebrar.

A lição que ficou nessa troca de eReaders foi que o Kindle é muito melhor. Os eBooks são mais acessíveis, temos vários gratuitos todos os dias e vários livros nacionais que saem apenas pela Amazon. Outro ponto muito interessante é envio de livros para ele. Um autor nacional que faz uma parceria com quem tem Kindle, não precisa enviar o arquivo – que poderia ser facilmente distribuído – ele pode enviar diretamente para o Kindle e não corre o risco de o arquivo ser distribuído ilegalmente. Agora, o melhor de tudo, é o Kindle Unlimited. O assinante paga R$ 19,90/mês e tem acesso a diversos eBooks em várias línguas. Mas, não é necessário pagar esse valor de cara, pois o programa permite 30 dias de teste gratuito. Claro que, quando temos a Kindle Week, por exemplo, podemos assinar o programa por R$ 1,99 por três meses. Se vocês têm interesse em conhecer o programa, não deixem de assinar 😊.

Agora, sem mais delongas, vou deixar algumas das melhores ofertas que encontrei:


* Vocês podem resgatar um desconto extra de R$ 10,00, veja como participar aqui.

Os eBooks da Editora Intrínseca estão com desconto adicional de 50% com o cupom INTRINSECA50. Acesse aqui os eBooks participantes da promoção.

eBooks em inglês com 25% de desconto com o cupom INGLES25. Acesse aqui os eBooks participantes dessa promoção.

Os eBooks da Editora Leya estão com desconto adicional de 50% com o cupom LEYA50. Acesse aqui os eBooks participantes da promoção.

Alice tinha certeza de que era feliz: aos 29 anos, casada com Nick, um marido lindo e amoroso, aguardando o nascimento do primeiro filho rodeada pela linda família formada por sua irmã, a mãe atenciosa e a avó. Mas tudo parece ir por água abaixo quando ela acorda no chão da academia... dez anos depois!
Enquanto tenta descobrir o que aconteceu nesse período, Alice percebe que se tornou alguém muito diferente: uma pessoa que não tem quase nada em comum com quem ela era na juventude e, pior, de quem ela não gosta nem um pouco.
Ao retratar a vida doméstica moderna provocando no leitor muitas risadas e surpresas, Liane Moriarty constrói uma narrativa ao mesmo tempo ágil e leve sobre recomeços, o que queremos lembrar e o que nos esforçamos para esquecer.

Chega de tentar buscar um sucesso que só existe na sua cabeça. Chega de se torturar para pensar positivo enquanto sua vida vai ladeira abaixo. Chega de se sentir inferior por não ver o lado bom de estar no fundo do poço.
Coaching, autoajuda, desenvolvimento pessoal, mentalização positiva — sem querer desprezar o valor de nada disso, a grande verdade é que às vezes nos sentimos quase sufocados diante da pressão infinita por parecermos otimistas o tempo todo. É um pecado social se deixar abater quando as coisas não vão bem. Ninguém pode fracassar simplesmente, sem aprender nada com isso. Não dá mais. É insuportável. E é aí que entra a revolucionária e sutil arte de ligar o foda-se.
Mark Manson usa toda a sua sagacidade de escritor e seu olhar crítico para propor um novo caminho rumo a uma vida melhor, mais coerente com a realidade e consciente dos nossos limites. E ele faz isso da melhor maneira. Como um verdadeiro amigo, Mark se senta ao seu lado e diz, olhando nos seus olhos: você não é tão especial. Ele conta umas piadas aqui, dá uns exemplos inusitados ali, joga umas verdades na sua cara e pronto, você já se sente muito mais alerta e capaz de enfrentar esse mundo cão.
Para os céticos e os descrentes, mas também para os amantes do gênero, enfim uma abordagem franca e inteligente que vai ajudar você a descobrir o que é realmente importante na sua vida, e f*da-se o resto. Livre-se agora da felicidade maquiada e superficial e abrace esta arte verdadeiramente transformadora.

Desde sua publicação, em 2012, Garota exemplar tornou-se sucesso de público e crítica, alcançando o topo das mais prestigiadas listas de mais vendidos ao redor do mundo e consagrando sua autora, Gillian Flynn, como a mais aclamada escritora de suspense da atualidade. Agora, a trama sobre o casamento que sai tragicamente dos eixos chega aos cinemas, numa superprodução da Twentieth Century Fox dirigida por David Fincher (A rede social e Clube da luta) e estrelada por Ben Affleck e Rosamund Pike. O roteiro é assinado pela própria Gillian Flynn.
O livro começa no dia do quinto aniversário de casamento de Nick e Amy Dunne, quando a linda e inteligente esposa de Nick desaparece da casa deles às margens do rio Mississippi. Sinais indicam que se trata de um sequestro violento e Nick rapidamente se torna o principal suspeito. Sob pressão da polícia, da mídia e dos ferozmente amorosos pais de Amy, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamento inapropriado. Ele é evasivo e amargo — mas seria um assassino? Ao mesmo tempo, passagens do diário de Amy revelam um casamento tumultuado — mas ela estaria contando toda a história?
Alternando entre os pontos de vista de Nick e Amy, Flynn cria uma aura de dúvidas em que o cenário muda a cada capítulo. À medida que as revelações surgem, fica claro que, se existe alguma verdade nos discursos de Nick e Amy, ela é mais sombria, distorcida e assustadora do que podemos imaginar. Magistralmente bem construído do início ao fim, Garota exemplar é um daqueles livros impossíveis de largar e sobre o qual se quer debater assim que a leitura termina.
“Um thriller envolvente, o retrato magistral do desenrolar de um casamento.”The New Yorker

ELLE EVANS é o que toda garota quer ser: bonita e popular. Mas ela nunca foi beijada. NOAH FLYNN é lindo e um tanto quando bad boy - tá, o maior bad boy da escola - e o rei dos joguinhos de sedução. A verdade é que Elle sempre teve uma queda pelo jeito descolado de Noah, que, por coincidência, é o irmão mais velho de seu melhor amigo, Lee. Essa paixão cresce ainda mais quando Elle e Lee decidem organizar uma barraca do beijo no festival da Primavera da escola e Noah acaba aparecendo por lá. Mas o romance desses dois está bem longe de ser um conto de fadas. Será que Elle vai acabar com o coração partido ou conseguirá conquistar de vez o bad boy Noah?

Depois de seis anos, milhões de livros vendidos, dois filmes de sucesso e uma legião de fãs apaixonados ao redor do mundo, John Green, o autor do inesquecível A culpa é das estrelas, lança o mais pessoal de todos os seus livros: Tartarugas até lá embaixo.
A história acompanha a jornada de Aza Holmes, uma menina de 16 anos que sai em busca de um bilionário misteriosamente desaparecido – quem encontrá-lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro – enquanto tenta lidar com o próprio transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).
Repleto de referências da vida do autor – entre elas, a tão marcada paixão pela cultura pop e o TOC, distúrbio mental que o afeta desde a infância –, Tartarugas até lá embaixo tem tudo o que fez de John Green um dos mais queridos autores contemporâneos. Um livro incrível, recheado de frases sublinháveis, que fala de amizades duradouras e reencontros inesperados, fan-fics de Star Wars e – por que não? – peculiares répteis neozelandeses.

Depois de tomar um pé na bunda, a última coisa que eu precisava era me tornar vizinha de alguém que me lembrasse do meu ex-namorado, Elec. Damien era uma versão mais sexy do meu ex. O vizinho que eu chamei de "artista irritado" também tinha dois cachorros enormes que me mantinham acordada com seus latidos. Ele não queria nada comigo. Ou era o que eu pensava até que uma noite eu ouvi risadas vindo através de um aparente buraco na parede do meu quarto.
Damien estava ouvindo todas as minhas sessões de telefone com o meu terapeuta. O artista sexy agora conhecia todos os meus segredos mais profundos e inseguranças. Nós começamos a conversar. Ele me deu dicas para superar meu rompimento. Tornou-se um bom amigo, mas deixou claro que não poderia ser nada mais. O problema era que eu estava me apaixonando por ele. E por mais que ele me afastasse, eu sabia que ele sentia algo por mim... porque seu batimento cardíaco não mentia. Eu pensei que meu coração havia sido destruído por Elec, mas estava vivo e batendo mais forte do
que nunca por Damien. Eu só esperava que ele não o destruísse para sempre.

Aos dezesseis anos, Brianna Hamilton fugiu da Inglaterra para a Escócia, abandonando sua família e as obrigações como herdeira de um duque. Em meio aos prados escoceses, a jovem encontrou refúgio e descobriu mais sobre a mulher que desejava ser. Mas, onze anos após a fuga, uma dolorosa verdade fará com que ela deseje nunca ter partido.
Voltar será como relembrar o passado, a fuga, o medo e as escolhas que precisou fazer. E, enquanto luta para reconquistar seu lugar junto à família, Brianna precisará superar Desmond Hunter, melhor amigo e primeiro amor, que anos antes ela escolheu deixar para trás.
Volte para mim é um romance arrebatador sobre recomeços, sentir-se inteira e, acima de tudo, confiar no amor.

"Uma história divertida, sensível e esperançosa sobre o amor e o verdadeiro significado de família, que te fará entender por que o Vitor é um dos melhores autores atuais de YA." – Iris Figueiredo, autora de Céu sem estrelas e Confissões on-line
Jonas não sabe muito bem o que fazer da vida. Entre suas leituras e ideias para livros anotadas em um caderninho de bolso, ele precisa dar conta de seus turnos no Rocket Café e ainda lidar com o conservadorismo de seus pais. Sua mãe alimenta a esperança de que ele volte a frequentar a igreja, e seu pai não faz muito por ele além de trazer problemas.
Mas é quando conhece Arthur, um belo garoto de barba ruiva, que Jonas passa a questionar por quanto tempo conseguirá viver sob as expectativas de seus pais, fingindo ser uma pessoa diferente de quem é de verdade. Buscando conforto em seus amigos (e na sua história sobre dois piratas bonitões que se parecem muito com ele e Arthur), Jonas entenderá o verdadeiro significado de família e amizade, e descobrirá o poder de uma boa história.

Um homem atormentado por seu passado. Uma mulher diante da escolha mais terrível de sua vida.
Em 1925, a jovem Gwendolyn Hooper parte de navio da Escócia para se encontrar com seu marido, Laurence, no exótico Ceilão, do outro lado do mundo. Recém-casados e apaixonados, eles são a definição do casal aristocrático perfeito: a bela dama britânica e o proprietário de uma das fazendas de chás mais prósperas do império.
Mas ao chegar à mansão na paradisíaca propriedade Hooper, nada é como Gwendolyn imaginava: os funcionários parecem rancorosos e calados, e os vizinhos, traiçoeiros. Seu marido, apesar de afetuoso, demonstra guardar segredos sombrios do passado e recusa-se a conversar sobre certos assuntos.
Ao descobrir que está grávida, a jovem sente-se feliz pela primeira vez desde que chegou ao Ceilão. Mas, no dia de dar à luz, algo inesperado se revela. Agora, é ela quem se vê obrigada a manter em sigilo algo terrível, sob o preço de ver sua família desfeita.

Inspirado em personagens reais da Segunda Guerra Mundial, um romance encantador sobre coragem, escolhas e redenção. Até onde você iria para honrar a vida daqueles que foram esquecidos?
A socialite nova-iorquina Caroline Ferriday está sobrecarregada de trabalho no Consulado da França, em função da iminência da guerra. O ano é 1939 e o Exército de Hitler acaba de invadir a Polônia, onde Kasia Kuzmerick vai deixando para trás a tranquilidade da infância conforme se envolve cada vez mais com o movimento de resistência de seu país. Distante das duas, a ambiciosa Herta Oberheuser tem a oportunidade de se libertar de uma vida desoladora e abraçar o sonho de se tornar médica cirurgiã, a serviço da Alemanha.
Três mulheres cujas trajetórias se cruzam quando o impensável acontece: Kasia é capturada e levada para o campo de concentração feminino de Ravensbrück, onde Herta agora exerce sua controversa medicina. Uma história que atravessa continentes — dos Estados Unidos à França, da Alemanha à Polônia — enquanto Caroline e Kasia persistem no sonho de tornar o mundo um lugar melhor.
Costurado por fatos históricos e personagens femininas poderosas, Mulheres sem nome é um romance extraordinário sobre a luta anônima por amor e liberdade. Um livro inspirador, que encanta e comove até a última página.

Comprando por esses links, vocês ajudam o blog com uma pequena comissão. Muito obrigada a todos que compram.

Agora, me contem, vocês têm eReader? Gostam de ler eBooks? O que acham do Kindle Unlimited?

Beijos,

13 comentários

  1. Olá, ultimamente eu estou lendo muitos e-books, já tive o interesse de comprar um Kindle, mas no momento estou guardando dinheiro para poder comprar, adorei o post

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bruna. Eu morro de vontade de comprar um Kindle, espero que até o Natal eu consiga me dar um de presente ou no máximo em fevereiro que é o meu aniversário. Que interessante essa sua saga com o Kobo e o Kindle, mas serviu de experiência e o fato de você compartilhar a sua história já pode ajudar muita gente a decidir entre qual e-reader comprar.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Tudo bem? Eu leio muito e-books. Meu e-reader atual é o lev com iluminação da Saraiva e amo demais. Tenho um Kobo tb.. E ja tive um Kindle..
    Optei pelo uso do lev por conta do designer, leveza, e por conta dos pdfs que são melhores lidos nele, apesar de o kobo tb ler. Eu só sinto falta da hora que tem no kobo e no lev não tem, então fico olhando no celular.. O Kindle também é um ótimo aparelho, mas para meu uso, um pouco mais limitado que os outros dois. Por isso no dia a dia, ando preferindo os outros dois..

    Compro meus e-books e sempre comprei na amazon, pois os preços, são sim mas acessíveis..
    Para aqueles que tem outros e-readers, basta ler alguns tutoriais na internet e converter o e-book, quando necessário, com o calibre e adc ao e-reader usando um cabo usb.

    Suas dicas são ótimas, pois eu leio muito mais em e-book, levei tempo para me render ao e-reader.. Eu tive o kobo assim que lançou, mas deixei meio de lado um bom tempo.. Hoje não largo meu lev e não abro mão de ter pelo menos dois e-readers, vai que um dá problema, já tenho outro.. rsrs

    Uma das coisas que preciso mencionar é que o pós venda da Amazon é incrível..
    Apesar de nunca ter tido problemas com relação aos e-books e e-readers com a Cultura ou a Saraiva..

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Bruna, eu tenho um LEV, não gosto muito, trava demais e do nada, sai do livro que estou lendo, as vezes, não consigo voltar, mas enfim, me arrependo que não ter comprado o Kindle, mas uso o app no celular e tenho centenas daqueles livros que ficam grátis por um dia, e outros que comprei, então, leio pelo celular. As vezes o valor do e-book não compensa, temos que analisar antes da compra.
    Gostei do teu post.
    Bjos
    Vivi

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Muito interessante os descontos, não leio muito ebooks mas gostei da informação. Super recomendo O Que Alice Esqueceu, é uma história ótima.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bem? Que baita post informativo, poxa vida! Eu sou daquelas que tem uma dificuldade enorme pra ler livro digital, mas as vezes penso na facilidade e no custo beneficio do Kindle, realmente faz valer a pena esse montão de promoção, sem contar que a loja parece ser infinita, né?

    ResponderExcluir
  8. Oi Bruna, sou suspeita eu amo o kindle, comprei o meu em uma viagem que fiz aos Estados Unidos em 2014, por aqui estava muito caro. Sempre baixo livros gratuitos com preço muito baixo.
    Fui lendo o seu post conferindo as ofertas dos livros que eu tinha interesse e comprei Tartarugas até lá embaixo por R$ 7,11. Volte para mim por 15,00 achei caro, Um milhão de finais felizes comprei na Bienal. Quero ler O Perfume da folha de chá, mas não o comprei por 12,00. Acho que e-book tem que ser até 10,00 (risos)

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  9. Oiii Bruh

    Eu amo a Amazon. Tive um problema com um ebook uma vez, a diagramacão era péssima e pedi para devolver, eles foram tão bacanas, simpáticos e atenciosos que sempre compro com eles, além disso em livros digitais o preco deles é melhor e a variedade maior.
    Uma amiga vive me indicando o Kindle paperwhite, ela diz que não adianta comprar os outros, o paperwhite é melhor e vale a pena o investimento. Eu estou desejando adquirir um em breve, quem sabe ainda esse ano.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Bruna, sua linda, tudo bem?
    Com esses descontos realmente vale a pena migrar par o Kindle e com todos os seus argumentos, ele realmente parece ser a melhor opção de leitor digital. Mas ainda prefiro os físicos. No futuro eu sei que terei que aderir, mas ainda estou resistindo, risos..
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    Eu quero me dar de presente um Kindle. Leio pelo Kindle PC e por isso não tinha intenção de adquirir um, mas como faço Ciência da Computação e carrego muitos livros enormes e pesados, é mais prático ser em ebook e por isso em março me darei um de presente.

    E os livros mesmo sendo enviados diretamente da Amazon para uma conta podem ser distribuídos, porque o arquivo fica apenas "omitido" no dispositivo e pode ser acessado facilmente por um PC.

    Adorei as promoções e posso adquirir alguns nacionais.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Bruna! Tudo bem?
    Eu tenho Kindle há quase dois anos e considero o melhor investimento que já fiz. Eu confesso que não tenho coragem de andar com ele na bolsa porque tenho muito medo de roubarem ou eu perder. No entanto, acho ótimo para ler antes de dormir e também para diminuir o número de livros físicos. Além disso, eu assino o Kindle Unlimited, então, dá para ler muitos ebooks que estão disponíveis no serviço.
    Dessa vez eu não aproveitei muito a promoção, porque já tinha comprado alguns livros uns dias antes. Comprei só um e-book da Leya que eu estava querendo há muito tempo e estava sempre caro. Mas, dos que você indicou, eu já li Tartarugas até lá embaixo e amei <3
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Bruna! Eu tenho meu kindle já há bastante tempo, ele é da época que ainda nem tinha kindle aqui no Brasil. Gosto muito dele e, se de repente precisar, com certeza optarei novamente pelo Kindle.
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir