[Resenha] Inesperadamente você, Deborah Strougo


Título: Inesperadamente você
Autora: Deborah Strougo
Editora: Coerência (cortesia)
Páginas: 315
Onde comprar: Amazon

“Peguei-me suspirando de repente, pensando em como as pessoas podem se enganar facilmente por conta de um primeiro contato que deu errado.”

Inesperadamente você nos apresenta à história de Alice Bastos, uma residente de pediatra que vê sua vida mudar de uma forma inesperada. Enquanto está trabalhando, ela recebe uma ligação que lhe avisa sobre o derrame de seu amado pai. Sabendo que ela é médica em um hospital particular, a universidade onde o pai trabalha pediu para a ambulância o levar para lá. De imediato, seu querido pai, Júlio, foi atendido e ficou em coma, infelizmente.

Acontece que, além desse problema, Alice descobre que seu pai parou de pagar o plano médico e, se quer que o pai continue internado naquele hospital, precisará arcar com todos os custos. Sua melhor amiga, Nanda, além de todo o apoio emocional que dá para a amiga, sugere ajuda-la financeiramente, mas a amiga não aceita, pois Nanda já está fazendo muito.

Sem conseguir empréstimo nos bancos, Alice vê que a sua última opção é vender a casa onde morava com o pai e usar o dinheiro para pagar o tratamento do pai e alugar um apartamento para ela. Durante o trâmite de venda da casa, Alice acaba morando com Nanda, pois é perto do hospital e isso se mantém após a venda da casa.

Em busca de um novo lugar para morar, Alice recebe uma ligação do corretor que lhe informa sobre um apartamento bem localizado que está sendo vendido por um preço muito bom. Como a jovem gostar do apartamento e dispõe do dinheiro, fecha a compra e se muda imediatamente.


O que Alice não esperava, ao acordar no dia seguinte, é que o apartamento foi vendido para duas pessoas, ela e Theo Leone, um jovem lindo, mas extremamente mal-humorado e arrogante. Sem ter para onde ir até essa situação se resolver, os dois acabam por dividir o apartamento, mas não esperavam que poderiam se aproximar tanto.

Assim que comecei a ler Inesperadamente você não estava que o livro me surpreenderia tanto como aconteceu. Eu amei o tema central da história: uma personagem que está com o pai internado e precisa se virar nos 30 para resolver a situação e fiquei com medo de a protagonista usar um homem como alicerce para essa situação, mas, graças aos céus, isso não acontece.

Alice é uma mulher determinada, inteligente e sabe o que quer fazer da vida e isso é um ponto muito positivo para a trama. Acho que a sensação de estar perdida pelo que aconteceu com o pai é supernormal. Afinal, ela foi criada por ele já que sua mãe faleceu. A autora conseguiu passar esse sentimento com muita clareza e sinceridade. Eu fiquei com o coração na mão pelo que havia acontecido com ela e passei a me atentar, ainda mais, para os meus pais.

A Nanda é uma personagem extraordinária, quero um livro dela, sério! Eu me encantei completamente com ela e com todo o apoio que ela dá para a Alice, mas o que mais me encantou foi a forma como é sincera em todos os momentos.

O Theo é uma incógnita no começo. Eu achei que ele era um safado e que me incomodaria, mas conforme fui conhecendo-o melhor, fui me apaixonando perdidamente por ele. Também tenho que destacar a Dona Esther, administradora do hospital que Alice trabalha que foi muito importante para a história, e Miguel, melhor amigo de Theo.

Preciso ressaltar, na verdade, que todos os personagens do livro me encantaram em todos os sentidos. Não tem um personagem que eu tenha falado: aí não gostei, pois achei todos os personagens extraordinários.


Sobre o desenvolvimento da história ela foi previsível em alguns momentos, mas, nem por isso, menos interessante. Eu gostei da forma como a Alice e o Theo tornaram-se amigos antes de tudo, como ela cuidou e se preocupou com o pai e como ela se dedica à sua profissão. O final foi maravilhoso também, sabe quando a gente fica encantado? Foi isso que aconteceu.

Preciso, no entanto, ressaltar que dois pontos me incomodaram um pouco no decorrer na leitura. A primeira coisa foi o fato de a Alice passar por muitos perrengues, por exemplo, ela tem medo de barata e o Theo precisa ajuda-la e algumas outras situações nesse sentido. A segunda coisa foi que, apesar de ela se preocupar com o pai, senti que, em alguns momentos, o drama com ele ficou de lado para dar espaço ao romance que estava acontecendo. Essas duas coisas, no entanto, não me impediram de favoritar esse livro para o resto da vida e implorar para que amigos próximos fizessem a leitura.

Com uma narrativa extremamente ágil, Inesperadamente você, fala sobre problemas reais e apresenta personagens extremamente bem construídos. Indico esse livro para todos os leitores e não tenho dúvidas que será uma excelente leitura.

Classificação:

10 comentários

  1. Oi, Bruna
    Eu vi uma resenha desse livro antes e fiquei encantada. Adoro livros assim que unem duas pessoas ao acaso, ficaria muito feliz lendo esse livro por isso já quero comprar na Bienal.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  2. Oiiii,

    Eu tenho a impressão de que já vi este livro em algum lugar, mas não me lembro onde rs. Achei a capa dele instigante, é simples, mas de alguma forma parece passar muita coisa da história. Não curto muito quando o drama central é deixado meio de lado para dar foco no romance, mas se ainda assim a leitura te agradou pode ter certeza que darei uma chance. E espero poder conferir a leitura em breve.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  3. Eu já li sobre esse livro em outros blogs e igs e ele me chamou muita a atenção pelo seu enredo intenso que possui e estou muito curioso para ler. Ele está incluso na minha lista de desejados.

    Gustavo
    http://www.leituraenigmatica.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Bru!
    Menina, eu acho que ia rodar mais que a baiana se eu soubesse que venderam uma casa pra mim e para outra pessoa haahhahah
    Apesar de parecer um clichê, pela sua resenha a gente vê que a história tem uma carga emocional bem grande e eu achei legal isso. Dá uma inovada.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Você chamando o mocinho de safado no minímo soou engraçado hahaha eu já vi essa capa circulando pelo instagram e nao fazia ideia do que se tratava, mas to simplesmente encantada pelo enrendo, me parece o tipo de obra em que no final, os personagens crescem demais ne? Um amorzinho! Espero ler em breve!

    ResponderExcluir
  6. Oii!
    Inicialmente tinha achado a capa do livro horrivel, mas suas fotos me fizeram mudar de ideia hahahaha
    Adorei o enredo, o Theo e a Alice parecem ser uns fofos!
    Romances com esse toque de drama me deixam bastante intrigada, fazem meus estilo.
    Parabéns pela resenha!
    Beijos - anne and cia.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Se parasse apenas pra olhar a capa passaria batido, mas que bom que pude ler sua resenha e mesmo com esses pontos meio exagerados dentro da trama, fiquei com a impressão de ser um drama bem envolvente e reflexivo.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  8. Olá Bruna, li recentemente um livro com uma premissa bem semelhante a essa. Confesso que não conhecia essa história, mas me chamou bem a atenção.
    As duas questões que você levantou que te incomodaram acredito que para mim não será problema.
    Adorei a sua resenha e anotei a sua sugestão com carinho.

    beijos
    Mayara

    ResponderExcluir
  9. Eu nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas adorei as observações que você fez, parece uma história bonita e gosto quando os personagens se tornam antes de tudo amigos para só depois se tornarem um casal.

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    Já tinha vistou outra resenha desse livro e fiquei bem curiosa com a história dele. Quero muito saber o desenrolar dessa confusão de cair em um golpe e ainda ter que dividir a casa com um completo estranho!

    Ótima resenha!

    Beijos
    Carol
    www.thereviewbooks.com.br

    ResponderExcluir