quarta-feira, 27 de setembro de 2017

[Resenha] Terapia do Limite, Nelson A. Tonin


Título: Terapia do Limite
Autor: Nelson A. Tonin
Editora: Coerência (cortesia)
Páginas: 170

“Pensamos somente em nossas carreiras e esquecemos daquilo que é o mais importante, a nossa família.”

Terapia do Limite nos apresenta à história de um renomado psicólogo, o Dr. Lafaiete. Ele faz diversas pesquisas a respeito de levar o ser humano ao seu limite para que ele “se cure”. Lafi, como sua esposa – Ângela - gosta de chamar, é bastante criticado por conta dessas pesquisas, pois, convenhamos, existe uma linha bastante tênue entre o tratamento que ele propõe e tortura.

A vida de Lafi muda completamente quando ele atropela – sem intenção, claro – o namorado de uma de suas alunas. Infelizmente, o rapaz falece e a vida do psicólogo e professor parece se perder. Ele deixa de lecionar e começa a clinicar na clínica de um casal de amigos, cuja esposa foi sua namorada no passado. Mas, isso não é problema, pois o relacionamento de todos é muito bom. Apesar de tudo parece estar se ajeitando, Ângela começa a se preocupar com o marido, pois ele está estranho desde o acidente e muitas outras coisas começam a acontecer.

“Somos moldados para a máxima de “aceitar as pessoas como elas são” e isso é bom, porém aceitar não quer dizer conviver. Temos que exercer a livre escolha, não é fato?”
Peguei esse livro para ler a convite da Lilian, Editora Chefe da maravilhosa da Coerência, para fazer um comentário para a capa, obrigada pelo convite! Mesmo sem o contive, Terapia do Limite seria um que leria de qualquer forma, pois a premissa dele muito me agradou. E a leitura acabou me agradando também, até certo ponto.

Adorei a construção do Lafi e da Ângela, eles foram um casal muito bacana que se conhece de verdade e que possuem aquela química que todos esperam ter com outra pessoa. Também gostei muito da construção da aluna de Lafi – Matilde. A construção da história também é muito envolvente e ele foi escrito de uma forma tão bacana que é impossível parar de ler.

Se fossem por todos os pontos acima, o livro teria sido perfeito em todos os sentidos, mas aí surgiram dois pontos que me desagradaram um pouco ao longo da leitura. O primeiro deles foi que o livro tem um suspense que fica em segundo plano por muitos momentos. O segundo é que essa terapia, defendida pelo Lafi, é apenas levemente pincelada e eu queria que ele fosse dissecado, trabalhado, desenvolvido, me decepcionando com o que encontrei. Durante a leitura, comecei a pensar em vários caminhos que o autor poderia tomar para a história ficar fantástica e gostaria de conversar com ele, discutir possibilidades.


No mais, a leitura de Terapia do Limite é rápida e gostosa de ser feita, além de ser um livro muito bem escrito e mais do que recomendado, principalmente, por todas as reflexões que encontramos nas páginas dele. Se surgir a oportunidade, façam a leitura!
“O filósofo Platão escreveu: “O corpo humano é a carruagem, eu, o homem que a conduz, os pensamentos são as rédeas e os sentimentos são os cavalos”.”
 Classificação:

10 comentários:

  1. É um livro interessante, Dr. Lafaiete não soube lidar com o atropelamento de fato, mas também, foi complicado. Acho que o livro poderia ter indo mais para o suspense, já que a sinopse dele apresenta mais isso, uma pena que no final das contas é mais um romance em si.
    Gostaria de ler, mais por curiosidade.

    ResponderExcluir
  2. Oi Bruna é um livro muito interessante e bem diferente do que eu costumo ler, quem sabe dessa maneira por isso que tenha despertado tanto meu interesse, gostei de saber a sua opinião e me atreveria mesmo que não tenha sido tão pro suspense, mistério e um romance.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    A princípio pelo título achei se tratar de auto ajuda, mas pelo que entendi é uma história e achei bem interessante e vai pra listinha, quero ler!Mesmo com suas ressalvas rs
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Bruna, não conhecia o livro, coitado do tal professor, imagino o trauma que ficou na cabeça dele. Legal esta parceria do casal, sinal de que se amam mesmo.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  5. Eu simplesmente amei a história a capa é linda, perfeita. Fiquei com pena desse professor. Adoraria ler para saber o final direito.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Bruna, pela capa o livro o livro parece incrível. Gostei da premissa, logo me atraiu, mas concordo que a parte do tratamento deveria ter sido melhor trabalhada para dar ao livro o suspense que ele merecia. Gostaria de ler e tirar mais das minhas conclusões. Bjs

    ResponderExcluir
  7. A premissa do livro é realmente interessante. Gosto quando o tema abordado é sobre a mente humana, me deixa mais instigada. Uma pena que o autor não soube trabalhar bem essa questão.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  8. Apesar de não ser meu estilo de leitura, acredito que ela agrada muita gente. Gostei do seu post!
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  9. olha, pra ser sincera não me senti muito intrigada com essa premissa, apesar de ter adorado a capa do livro... pelos pontos negativos que vc citou acabei desanimando ainda mais pra fazer a leitura...
    bjs...

    ResponderExcluir
  10. Oie
    que bom que é um bom livro apesar dos pesares, ótimo saber que a narrativa é boa, ja fiquei curiosa pois o gênero me agrada e a sinopse me deixou curiosa, bela dica

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir