quarta-feira, 2 de agosto de 2017

[Resenha] No reverso do viés, Amélia Alves

Título: No reverso do viés
Autora: Amélia Alves
Editora: Ibis Libris
Páginas: 113
Onde comprar: Loja Ibis Libris

O universo construído por Amélia Alves em suas poesias da obra No reverso do viés está longe de ser explicado por mim. Afinal, como coloca Olga Savary, “Explicar a poesia? Como, uma vez que cada escritor tem em sua poesia um mundo, um universo?”. O que eu posso fazer é ínfimo, mas extremamente confortável: tentar fazer com que você, leitor, tenha conhecimento do que pode encontrar neste livro.

No reverso do viés é dividido em duas partes: a primeira, “Reverso”; a segunda, “Viés”. Amélia Alves tem uma escrita rebuscada e cuidadosa, os versos de seus poemas transbordam inúmeros significados.
Em seus poemas, a autora aborda uma série de temas, como o ato de ser escritor ou o ato de escrever poesia; o amor e querer estar perto de alguém; descrições de si enquanto mulher; a infância e o crescimento; e a negritude e seus ancestrais. Alves também faz descrições aprofundadas de cenários, que obviamente, vão além dos cenários em si. Enfim, este é um pequeno pedaço da grandiosidade que compõe No reverso do viés.

Parte dos poemas são dedicados a algumas pessoas. Amélia Alves escreveu para Drummond, Olga Savary, Liliana Wiegand (uma aluna), Gonzaguinha, Moacir Santos, Geraldo Vandré, entre muitas outras pessoas. E, de modo geral, eu gostei bastante dos poemas que encontrei neste livro.

Há alguns poemas que classifiquei como favoritos, entre eles: “Ancestrais”, que é um poema, como Alves expõe, “pelo 20 de Novembro, Dia da consciência negra”. Vamos ler uma parte:
“As coisas que não vivi
Me foram dadas por memória
De espíritos reencarnados
Nos gritos de nossa história [...]”
Outro poema que achei espetacular se intitula “Love Story”. Este poema faz uma referência ao poema “Happy End”, de Cacaso. Ao menos me pareceu fazer. É maravilhoso! Vamos ler uma parte:
“[...] quem, por encanto ou plena solidão,
me torne possível como ora se entende
e comigo compartilhe um Happy end [....]”
Para concluir esta resenha, se você gosta de poesia e está procurando algo especial, No reverso do viés é uma ótima sugestão.


Classificação:

Por Thamiris Dondóssola | Historiar.

19 comentários:

  1. Oi tudo bem?
    Dessa vez passo a dica afinal eu não curto muito livros de poemas e acredito que a leitura não me agradaria.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Não sei se iria gostar desse tipo de leitura, mas ainda assim, adorei poder conferir a sua resenha a respeito, mesmo porque não conhecia a obra. Como não gosto muito de ler poemas, vou deixar passar essa recomendação. Entretanto, acho legal que seja possível favoritar vários na obra.
    beijos, F

    ResponderExcluir
  3. Olá Thamiris, tudo bem?

    Sou bem avessa aos poemas e acabo lendo apenas aqueles que são obrigatórios que eu ensine aos meus alunos. Não sei se seria o tipo de leitura dentro de minha zona de conforto. Infelizmente vou deixar a dica para depois.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bom?
    Eu tenho um sério problema pra ler poemas, não consigo. Acho massante, gosto de ler um ao acaso em algum lugar, sabe? Não um livro com muitos. Mas gostei bastante da resenha, parabéns a autora :3

    ResponderExcluir
  5. Oie, tudo bem?

    Gosto muito de poemas, e não conhecia a Amélia Alves, anotei a dica e pretendo comprar esse livro para ir lendo aos poucos... É sempre bom ter um livro de poemas de cabeceira para ler um poema todos os dias ♥

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Ainda não conhecia o livro e já faz tanto tempo que não leio um livor de poemas , que me interessei imediatamente por este. Achei curioso ela abordar a questão de ser escritora nos versos que escreve e espero poder conferir em breve.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi.

    Não conhecia este livro e nem a editora. Faz um bom tempo que não pego um livro de poemas para ler. Antes li sempre um que me interessava,mas fui deixando de lado, até que parei de ler. Vou adicionar este livro junto com outros do gênero que quero ler depois.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Eu nao conhecia essa obra e ela veio em boa hora, preciso fazer um trabalho da faculdade, relacionado á poesia e gostaria de fugir do clichê, sou grata pela dica! Definitivamente irei procurar mais sobre a obra.

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bem?
    Eu li poucos livros de romances, como Leminski, Alguns do Buk e Clarice, confesso que até gosto porém não são livros que agradam a todos, esse eu talvez compraria para ler, afinal romances a gente cada vez que lê, entende algo diferente,e eu amo isso <3

    ResponderExcluir
  10. Obrigada,Thamiris, por ter incluído meu livro mais recente de poemas, No reverso do Viés, no seu “oceano de histórias”. A sua resenha muito me encantou.
    Amélia Alves

    ResponderExcluir
  11. Oie! Tudo bem?

    Não faz meu estilo de leitura essa obra, mas com certeza indicarei para um amigo, esse gostara da obra, eu não me dou bem com livros de poemas/poesias, mas gostei muito de conhecer esse e fico feliz que tenha gostado também!

    BJss

    ResponderExcluir
  12. Eu tenho uma certa resistência à poemas, não que eu não goste deles, mas sabe quando não é o seu estilo preferido e acaba adiando a leitura porque tem tantas histórias lhe esperando na prateleira? hehehe

    Mas gostei de ter conhecido um pouco deste livro e talvez eu o leia, só não sei dizer quando ehhehe

    ResponderExcluir
  13. Olá
    Leio pouquíssimos, quase nenhum, poema. No blog meu colunista que se joga nesse tipo de leitura. Mas alguns livros que chegam para ele e dou uma olhada até despertam meu interesse.
    Gostei dos trecho que você colocou e fiquei até com vontade de conferir. Sabe aquela coisa que quando a poesia fala com você, senti que esse livro pode me trazer isso.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  14. Oiii,

    Parece ser uma obra realmente maravilhosa pra que gosta deste tipo de leitura, mas infelizmente vou deixar a dica passar, porque não sou fã de poemas. É o tipo de leitura que nunca conseguiu prender minha atenção desde nova, e até hoje se eu posso fugir deste tipo de leitura eu fujo rs. Mas que pra quem gosta deste estilo realmente parece ser uma boa pedida.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  15. Oi Thamiris,
    adorei sua resenha principalmente porque estou em um momento de descobertas e recentemente li uma obra poética magnifica que me deixou desejosa por mais, apesar do receio que tenho de não conseguir absorver todo o teor poético gostaria de ter novas experiências e ver como me saio, vou ver se encontro esse que me pareceu ser uma obra maravilhosa.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bom?
    Gosto muito de livros de poesia e esse realmente me pareceu muito especial! Gostei muito do trecho que selecionou do poema pelo dia da consciência negra! Curti saber também que tem poemas com tema relacionar ao amor e a vontade de querer estar perto de alguém, infância, crescimento e a negritude e seus ancestrais. Enfim! Adorei a dica e a resenha ^^
    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Não sou muito de ler poemas e poesias, mas gostei bastante de sua apresentação da obra, tanto pelos trechos que mostrou aqui quanto pelo fato de elas serem ''cartas'' para determinadas pessoas e terem temas tão bacanas.
    Com certeza é uma ótima leitura

    ResponderExcluir
  18. Parabéns pela resenha! Não sou fã de poesia confesso, mas sempre que vejo uma boa indicação fico extremamente com vontade! Adorei!

    ResponderExcluir
  19. Olá, Thami

    Eu não curto poesias e já até mencionei isso em uma resenha de outro livro do gênero que você resenhou. Achei a estrutura do livro, com a sua divisão, bem interessante, mas realmente poesia não é pra mim. Mas para quem gosta pare e uma ótima opção. ;)

    Beijos

    ResponderExcluir