[Resenha] Tiger Lily, Jodi Lynn Anderson


Título: Tiger Lily
Autora: Jodi Lynn Anderson
Editora: Morro Branco (cortesia)
Páginas: 320
Onde comprar: Amazon

“Deixe-me contar uma coisa logo de início. Esta é uma história de amor, mas não como as que já ouviu. O menino e a menina estão longe de ser inocentes. Vidas amadas são perdidas. E o bem não vence. Em alguns lugares, existe, enfim, alguma coisa boa sobre finais. Na Terra do Nunca, esse não é o caso.”

Tiger Lily é uma jovem índia muito determinada e completamente diferente das outras garotas de sua tribo, Comedores do Céu, que se preocupam em se casar e com tarefas domésticas. Talvez por sua criação como fila do xamã, Tic Tac, com certas regalias, ela seja assim. Sua vida é caçar e não acreditar em amor ou finais felizes, mas, então, muitas coisas começam a acontecer em sua vida e mudam-na completamente.

- O que você fez foi muito corajoso – disse Tia Pés Grudentos, suas palavras reduzidas, mas são indelicadas -, mas os homens não querem mulheres valentes. Eles querem mulheres que os façam sentir que são homens.”

O primeiro acontecimento distinto é Tiger Lily encontrar um inglês machucado e, contrariando o que todos pedem, começar a cuidar dele. O segundo é conhecer Peter Pan, líder dos Garotos Perdidos, na floresta proibida da Terra do Nunca e, diferente de todos que vivem em sua tribo, ele é impulsivo, corajoso e fazia seu coração bater mais rápido.

Ela não pode se envolver com ele já que os Garotos Perdidos são os mais temíveis habitantes da ilha, mas, quando Tiger Lily obedeceu ao que as pessoas falavam? Quase nunca. Ela acaba se envolvendo com Peter e os Garotos Perdidos de uma forma inimaginável e acaba deixando de lado várias coisas que, no futuro, farão toda a diferença.

Tiger Lily foi um livro que estava muito ansiosa para ler e que não esperava me surpreender tanto. Ele é narrado da perspectiva de Sininho e adorei ver um lado diferente dela. Ela está claramente apaixonada por Pan, mas é muito fiel à sua amizade com Tiger Lily e, mesmo sem verbalizar, ela tenta mostrar o caminho que seus amigos precisam seguir e é muito legal ver essa fidelidade.

O livro conta com a participação de piratas que tentam encontrar a formula da juventude eterna que os moradores da Terra do Nunca têm. De sereias que não são nada boazinhas, como estamos acostumados a ver e de ingleses que chegam em navios.


Quando vi que o livro seria narrado da perspectiva da Sininho e que contaria a história do primeiro amor de Pan, pensei que a história mostraria o relacionamento dos dois e a Sininho tentando seu espaço em meio a um amor verdadeiro, mas o livro vai muito além disso, pois ele mostra o real sentido de amizade, família e como o que os outros falam e julgam podem mudar a sua vida completamente.

“De qualquer maneira, não importava se Tiger Lily tinha ou não a intenção de me salvar. Era a garota mais interessante que eu já tinha visto e não consegui resistir a ficar pelo dela para ver o que aconteceria a seguir.”

Todos os personagens são maravilhosos, a Jodi Lynn Anderson soube trabalha-los com maestria. Também o fez com relação ao desenvolvimento da história e temas trabalhados. Achei muito legal a representação LGBTQ+ que ela trouxe com o Tic Tac – pai adotivo de Tiger Lily. A forma como ela mostrou como os homens maltratam as mulheres por elas serem “inferiores”, por fim, a forma como ela mostrou que ser jovem não significa, necessariamente, ser imaturo ou ingênuo.

O final foi, sem dúvidas, o ponto alto da trama, extremamente triste e belo, ele demonstra a realidade de muitas vidas e como ser feliz é, muitas vezes, algo que não somos capazes de imaginar.

“Enquanto caminhava para casa naquela noite, ela estava tremendo com a grandeza daquilo. Eu não entendia por que ela parecia tão triste e tão feliz ao mesmo tempo. Amar alguém não era o que ela esperava. Era como cair de um lugar bem alto e se partir ao meio, e só uma pessoa ter o segredo para o quebra-cabeça de remontá-la.”

Com uma narrativa ágil, uma trama bem desenvolvida e personagens marcantes, Tiger Lily é um livro extraordinário, único e que levarei para o resto da minha vida em meu coração.

Classificação:

13 comentários

  1. Estou tão ansiosa para ler esse livro, mas tão ansiosa, que estou quase abandonando meu trabalho da faculdade para me deleitar.. Todo mundo lendo e falando bem.. E eu aqui tendo que espera com o livro na estante..
    Adorei saber que o final trouxe essa emoção para você Bruna.. Pois algo triste e belo é uma frase que já usei, e quando usada me tocou profundamente.

    Ai que ansiedade.
    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Não conhecia a obra, apesar de ja ter visto o livro por ai. De cara ele não me chamou atenção, sua resenha me deixou mais curiosa me parece ter sido uma leitura intensa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    A cada novo comentário sobre esse livro fico "preciso fazer essa leitura, plmds". Confesso que o que me atraiu num primeiro momento foi a capa, achei hipnotizante esse contorno com o tom de laranja. Enfim, depois minha amiga comentando sem parar e agora sua resenha, creio que será uma leitura marcante mesmo por ser diferente do que já li até agora.

    Beijos,
    oculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Bruna tudo bem?
    Menina eu to doida para ler esse livro pq Peter Pan é o meu clássico favorito.
    Mesmo sabendo da diferença da adaptação, fiquei curiosa e interessa pela leitura (ainda mais com representatividade)
    Sua resenha deixou claro que preciso fazer isso logo hhahaha

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  5. parece ser um ótimo livro
    adorei a capa também
    eu vi algumas pessoas falando muito bem dele e fiquei muit interessada em ler
    a representatividade é importantíssima

    ResponderExcluir
  6. Oiii Bruh

    Ah meu Deus esse final parte corações com certeza vai me fazer querer chorar, ando tão chorona. Eu li um retelling do Pan há algum tempo e amei tanto que tudo envolvendo esse mundo ultimamente chama minha atenção. Tiger Lily é diferente, tem uma premissa toda nova e parece seguir um ritmo mais doce, que embala o leitor. Já estava na minha lista, e agora com a resenha sei que com certeza vou gostar.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Caramba, como eu ainda não conhecia este livro?! Eu adoro ler romances, porém este parece ser bem diferente de tudo o que já li por aí, a começar pelo detalhe de uma índia protagonizar a obra. Adorei tua resenha e fiquei mega curiosa para ler o livro!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  8. Oi, como vai? Nossa, esse livro parece incrível! Com uma protagonista forte e decidida, diferente da maioria das protagonistas de livros de romances, algo muito positivo porque, estou decidida a ler esse livro em breve.
    Eu gostei muito da sua resenha, os ponto positivos do livro que você citou são realmente necessários e todos deveríamos falar mais sobre esses assuntos, mesmo sendo um livro de romance questões como representação LGBTQ e agressão as mulheres precisam ser lembrados nas histórias, quem sabe assim, surjam leis mais justas e um pouco de conscientização na cabeça das pessoas.

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Sempre tive vontade de ler o mesmo por causa da sua interligação a Peter Pan. Após algumas resenhas positivas aqui, algumas questionadoras ali, ainda mantenho a minha opinião de querer ler. E após sua resenha me mantive mais animada ainda. Com certeza tenho grandes expectativas de gostar. Adorei <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi, Bruna. Nossa, como eu já quero ler esse livro!
    Quando vi a capa, minha primeira impressão foi que ela era confusa, mas prestando atenção ela é linda e acho que combina perfeitamente com a história. Eu não conhecia o livro ainda e gostei muito da proposta dele. Adorei a sua resenha, você me deixou com muita vontade de ler também

    ResponderExcluir
  11. Posso lhe dizer que amei a capa desse livro, me lembra a capa de um filme que vi a algum tempo, mas confesso que no quesito história não me encheu os olhos, fiquei um tanto desinteressada, mas isto é por não está procurando esse tipo de leitura agora, mas eu adorei ver a forma como apresentou o livro, parabéns.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá! Vi esse livro quando começou a ser anunciado, mas não me chamou atenção para ler justamente porque disseram sobre um "relacionamento entre a Lily e o Peter", o que meu coração de jovem criança que amava a Wendy com o Peter não deixou o meu lado atual aceitar o livro tão bem. Confesso que fiquei bem curiosa sobre como as coisas acontecem depois de ler sua história, mas não sei se eu leria (por causa desse meu lado criança aqui). Mas adorei demais a sua resenha.
    Abraços

    ResponderExcluir
  13. Bru, eu não conhecia esse livro, mas já amei. Adorei ser narrado da perspectiva da Sininho e ela não ser uma babaca que tenta destruir o relacionamento alheio mesmo que esteja apaixonada pelo Peter... Porque já cansei de ver o contrário e não entendo as pessoas chamarem de amor sendo que querem destruir a felicidade de alguém. Fiquei com bastante vontade de ler.

    ResponderExcluir