[Resenha] Interferências, Connie Willis


Título: Interferências
Autora: Connie Willis
Editora: Companhia das Letras | Selo: Suma de Letras (cortesia)
Páginas: 464
Onde comprar: Amazon

“Só que algumas pessoas acabam conectadas demais, entende, principalmente quando se trata de relacionamentos.”

Bridey Flannigan é uma jovem irlandesa executiva de uma empresa de celulares que possuí uma vida quase que perfeita. Ela tem um emprego que, apesar de tomar grande parte do seu tempo, lhe agrada, um namorado, Trent, que é maravilhoso em todos os sentidos, e sofre, basicamente, com sua família extremamente invasiva e nada sensata.

A história de sua vida começa a ficar um pouco complicada quando, após pedi-la em noivado, Trent sugere que eles façam uma cirurgia – EED – antes do casamento que permita que a conexão sentimental entre eles seja maior, o que completaria o relacionamento que eles já têm. Mesmo com sua família e C.B. Schwartz, um nerd da empresa onde ela trabalha, serem extremamente contra esse procedimento e tentarem convencê-la a não se submeter a isso, afinal, não precisa provar seu amor, ela vai até o centro cirúrgico e faz a cirurgia, mas tudo saí do controle. O que era para ser uma simples ligação emocional, permite que ela converse com outra pessoa, mas essa outra pessoa não é Trent. O que poderia ter dado errado? Ela pode confiar em Trent ou no médico que fez esse procedimento? É normal eles se tornarem telepatas?

Quando vi que esse livro seria lançado pela Suma de Letras, não pensei duas vezes antes de solicitar. Eu adoro histórias de ficção científica e a Connie Willis é muito renomada nesse gênero. Graças aos céus minhas expectativas, apesar de não serem superadas, não tornaram a leitura decepcionante.

“(...) Vocês, moças, não deveriam querer um homem que é “compatível”, mas um que estará ao seu lado quando precisarem dele.”

Bridey foi uma personagem que, num primeiro momento, me irritou bastante. Sabe aquele tipo de mulher extremamente subordinada a um homem ou a família? Ela não sente coragem para dizer a Tia o que acha dela, tampouco para sua irmã alucinada com a criação da filha, Maeve, ou para a outra irmã viciada em sites de relacionamento que precisa de um tempo, que precisa ter um momento de paz e que, quando tiver necessidade, vai compartilhar com elas o que julgar necessário. Infelizmente, essa personalidade pode incomodar muitos leitores, apesar de melhorar ao longo das páginas.


Em relação aos demais personagens, preciso dizer que Trent não me convenceu em momento algum, eu não senti que ele amava Bridey e achei ela uma idiota por acreditar que ele gostava de verdade dela. Já C.B., gente, eu amei esse personagem, sou encantada por esses homens nerds, inteligentes e sempre com alguma coisa interessante para compartilhar com as pessoas e ele tem um papel fundamental na história. Com relação à família de Bridey, eu detestei todos, indistintamente, no começo, mas aprendi a gostar deles ao longo do desenvolvimento da trama e até compreendê-los, apesar de não aceitar a invasão de privacidade delas 🤷

Agora, o ponto alto do livro é, sem dúvidas, o desenvolvimento da história, as dúvidas, medos e anseios de Bridey são fascinantes e é encantador ver como ela amadurece e aprende quem é quem. Eu gostei muito da forma como o EED é descrito e todas as metáforas que temos em relação à comunicação. Falar a verdade para as pessoas é ótimo, satisfatório até, mas será que sempre temos que falar a verdade? Outra coisa que o livro me fez refletir foi com relação aos sentimentos que temos por outra pessoa. Pode ser que o amemos de todo nosso coração, mas, também, que tenhamos alguns sentimentos conflitantes em relação a eles e isso é normal.

“(...) A Commspan promete a mesma coisa... mais comunicação. Mas não é isso que as pessoas querem. Elas estão dia e noite rodeadas por essas tecnologias... laptops, smartphones, tablets, mídias sociais. A conectividade já está saindo por suas orelhas. Só que algumas pessoas acabam conectadas demais, entende, principalmente quando se trata de relacionamentos. Relacionamentos precisam de menos comunicação, e não de mais.”

Além disso tudo, Interferências é um livro que nos faz ver como a tecnologia tem nos aproximado das pessoas através de itens supérfluos, como celulares, e-mails, mensagens, etc, e como tem nos afastado de contato físico, de olhos nos olhos de sentir de verdade.

Como ponto negativo sobre esse livro, além da personalidade da Bridey no começo do livro, preciso ressaltar que, em alguns momentos, achei tudo bastante previsível e, em outros, senti que a autora acelerou muito a resolução de alguns fatos. No entanto, é impossível não recomendar esse livro e dizer que, apesar do tamanho, ele é rápido e gostoso de ser lido.


Com uma pegada de comédia romântica, Interferências nos faz refletir sobre temas importantes na nossa vida e garante boas horas de um entretenimento bem escrito e envolvente. Recomendo demais essa leitura 😊

Classificação:

16 comentários

  1. Oi, Bruna
    Eu acho que ouvi falar do livro mas ainda não tinha lido a sinopse, agora já quero ler pra ontem. Gostei da ideia do EED, apesar de ter ficado um pouco confuso pra mim. E amo personagens nerds, são os que mais me chama atenção.
    Beijos

    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  2. Primeira resenha deste livro que tem dado o que falar! Só tinha visto a capa e algumas poucas informações, mas vou admitir que mesmo sendo um pouco distante de ficção científica, adorei demais tudo que li acima.
    Sou meio avessa à tecnologia..rs, mas sei o quanto isso tem realmente unido pessoas distantes e afastado pessoas "reais".
    Fiquei meio apreensiva também com o fato da personagem ser meio que "obediente" em relação ao namorado. Sei lá, gosto disso não.
    Mas em contrapartida, todo o restante do enredo para nos remeter não só a um grande crescimento da própria personagem, como também nos dá um leve puxão de orelha.
    Vai para a lista de desejados.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi Bru, lá no blog a Ariane leu outro livro dessa autora e adorou. Eu tb adoro homens nerds e talvez tb fique irritada com a protagonista, mas gostei da história e sendo uma narrativa gostosa e fluída acho que vale a pena conferir.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Eu li esse livro recentemente. Achei meio louco o lance que eles achavam tão natural para se ligar ao outro de forma mais íntima.. E mais louco quando a protagonista passou a ter contato com o "louco do subsolo".
    Tem toda essa legada meio engraçada com os excessos da família + o grupo de trabalho invasivo..
    Curti.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Bruna.
    Gosto muito da escrita da autora e esse livro está na minha fila de próximas leituras.
    Acho que vou amar. Não costumo me importar muito com certas personalidades e, por tudo o que você contou na sua resenha, acho que vou levar numa boa!!
    Estou ainda mais animada!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Oiiii,

    Que história bizarraaaaa!!! Meu Deus ameiiiii!!! Já quero conferir! Não sou muito de ficção científica e raramente leio livros do tipo, mas fiquei muito curiosa para saber como a cirurgia acontece e o que dá errado kkkkkk já super anotei a dica e espero poder conferir em breve.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  7. Eu tava animada com esse livro justamente por culpa sua haha nao sou muito de ler esse gênero mas voce acabou me convencendo, e agora sabendo mais sobre os personagens, quem nao ama um homem nerd? Hahah sinto que eu tambem iria me irritar com algumas coisas mas definitivamente a leitura vale a pena.

    ResponderExcluir
  8. Oi Bruna! É a primeira vez que leio uma resenha desse livro, e fiquei surpresa, até porque se trata de um livro de fantasia, que fala sobre tecnologia, de uma forma muito atual. Hoje todo mundo está tão conectado o tempo inteiro que parece não sobrar tempo para as conexões de verdade. Gostei de C.B. também, afinal sou apaixonada por nerds, sou casada com um! Gostei muito da premissa, ainda que a protagonista pareça um pouco sonsa, espero que ela mude com o decorrer da história.


    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  9. Olá! Tudo bom?

    Ainda não tinha ouvido falar desse livro e confesso que também me irritaria bastante com a Bridey, mas fico feliz em saber que melhora ao decorrer das páginas. Gostei de saber que o livro nos faz refletir sobre os sentimentos que temos por outra pessoa. Adorei a forma como o tema da tecnologia foi abordado na história. Não tenho certeza se leria, ainda mais por saber que tem algumas partes previsíveis, mas se eu tiver a oportunidade, quem sabe ♥

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Bru!

    Tudo bem? Estou bem curiosa para conhecer as duas obras dessa autora já lançadas aqui pela Cia das Letras, mas ainda não tive oportunidade porque não estou comprando livros no momento.

    Bom, com certeza eu ficaria irritada com a personagem também, por outro lado acompanhar a sua evolução me deixaria muito feliz e acho que a irritação ficaria em segundo plano.

    Gostei de saber que o livro traz também reflexões importantes para além do romance divertido, um enredo assim é quase impossível não me agradar.

    Beijinhos
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bom?
    Eu quero muito ler esse livro! Amei sua resenha e foi muito interessante saber que o livro irrita no início, mas que depois melhora. E quem não ama um personagem nerd?
    Amei a dica e já anotei aqui para comprar em breve!

    Beijos!
    http://www.manuscritoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    A capa é muito bonita e mesmo trazendo um resenha cheia de atrativos, sobre nerds, relacionamentos e uma pitada de humor terminei a leitura sem conseguir me decidir se quero ou não ler essa história.
    Vou pesquisar mais pra enfim decidir.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  13. Oi, Bru ♥
    Estou começando a entrar no gênero agora, e não sabia que esse livro era uma Ficção cientifica. Vi muitas pessoas elogiando, mas não sabia do que se tratava. Lendo sua resenha fiquei encantada com a premissa. Acho que vou ter um pouco de dificuldade coma protagonista, mas isso vale a pena se eu realmente gostar do enredo. Eu amei sua resenha e me deixou curiosa para conferir a trama, fora que as fotos estão lindas!
    Eu não canso de falar o quanto eu amo esse blog ♥

    ResponderExcluir
  14. Oiee Bru ^^
    Acho que já tinha visto a capa deste livro antes, mas não sabia do que se tratava. Não sou fã de ficção científica mas, nossa, a premissa me deixou muito curiosa! Uma pena que a história tenha sido previsível em alguns pontos, mas ainda assim quero lê-lo; é bem diferente de tudo o que eu já li, e ver que você gostou me deixou ainda mais animada.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi.
    Adorei essa mistura de ficção científica com uma pegada de comédia romântica. Acho que essa coisa de a família ser muito intrometida e a personagem não fazer nada em relação a isso, pelo menos no começo, me incomodaria também. Afinal, tudo tem limites.
    No geral, é um enredo que me atrai bastante e que eu gostaria de ler.
    Pretendo fazer isso assim que possivel.
    beijos.

    ResponderExcluir
  16. Oi Bruna,
    diferente de você eu não me animei muito com esse livro, logo não compartilho o gosto por ficção científica, porém sua resenha me mostrou além do que eu imaginava para a história e acabei reconsiderando alguns pré conceitos, talvez eu até me arrisque nessa leitura em algum momento no futuro, fiquei super curiosa para saber o qual o resultado final dessa cirurgia.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir