[Resenha] Contra todas as probabilidades do amor, Rebekah Crane


Título: Contra todas as probabilidades do amor
Autora: Rebekah Crane
Editora: Faro Editorial (cortesia)
Páginas: 240
Onde comprar: Amazon | Saraiva

“- Se não tivermos esperança, Zander, não nos resta nada. (...)”

O Acampamento Pádua é um retiro de verão para adolescentes problemáticos, que não possuem aqueles problemas cotidianos, seus dramas são muito mais reais e profundos. É nesse acampamento que Zander vai passar seu verão, acontece que, diferente de muitos que estão por lá, ela não deseja voltar para casa, o acampamento é um bálsamo para ela.

Junto de outros três jovens problemáticos – Grover, que acha que sofrerá de esquizofrenia a qualquer momento, Alex, um mentiroso compulsivo, e Cassie, uma anoréxica irritante e grossa – vai descobrindo o que é amizade, quais são os segredos que todos guardam dentro de si, como é realmente se sentir incluído em um grupo e, principalmente, como juntar seus pedaços e reconstruir sua vida.

Num primeiro momento, muitos podem pensar que é apenas um livro young adult com uma temática batida e que será desnecessário, mas esse livro vai muito além disso, é um livro completo, denso, triste, alegre e extremamente reflexivo.

O livro é dividido nas seguintes partes: Conhecer a si mesmo, Trabalho em equipe, Lealdade, Coragem, Perseverança e Esperança e, em meio a personagens fictícios e cheios de dramas, vamos aprendendo a nos tornarmos alguém melhor.


Como disse acima, assim que Zander chegou ao acampamento foi como se estivesse se salvando, mas nós não sabemos do que – e aqui tem um misteriozinho, pois isso só nos é revelado lá para a frente – e eu achei isso muito estranho, afinal, ninguém gosta de ter problemas, ainda mais problemas que nos fazem ir a um lugar para “nos curarmos”. Nesse momento criei várias suposições para o que estava acontecendo com ela, pois o problema dos outros são complexos demais, além dos três amigos, temos uma menina que se corta, outra com uma depressão tão profunda que já tentou cometer suicídio e vários outros dramas reais que nos fazem refletir sobre a vida.

“Tudo o que eu tenho é um punhado de coisa nenhuma. Eu estou simplesmente vazia.”

Cassie foi uma personagem que odiei no começo da trama com todos seus espinhos e tudo de ruim que falava para o outro. Ela é aquele tipo de pessoa que sempre fala algo ruim para o outro, por mais coisas boas que você possa dizer a ele. Grover foi um personagem que não compreendi, mas que me encantou completamente por toda a paixão que transborda dele, principalmente, pela vida. Já Alex, bem, ele é uma incógnita do começo ao fim. Por ser um mentiroso compulsivo, é impossível saber se o que ele está dizendo é verdade ou se apenas fruto da sua imaginação.

O desenrolar da história é em meio a várias terapias, trabalhos desenvolvidos pelos monitores, amizade dos personagens principais e algumas discussões causadas por desentendimentos entre os personagens e nos surpreende a cada página, pois é encantador vê-los passando por tudo aquilo e crescendo, se tornando pessoas melhores e mais sábias.

Apesar de desejar me desmontar em elogios para esse livro, pois eu realmente amei essa leitura, não posso deixar de dizer para você que algumas coisas me incomodaram ao longo da leitura, a primeira foi que o livro começou extremamente lento para mim e precisei me esforçar bastante para engatar essa leitura e não achei a revelação do segredo da Zander tão surpreendente assim.


Com relação ao final – algumas pessoas vieram me perguntar o que achei dele – acho que ele não foi tão surpreendente para mim, mas não deixou de dar aquele quentinho no coração e me fazer acreditar que é possível mudar a vida das pessoas e amar alguém incondicionalmente.

Gostaria muito que a autora escrevesse uma continuação para eu saber o que aconteceu com esses personagens, pois, apesar do problema para engrenar a leitura, eu me apaixonei perdidamente por eles.

Entendo que Contra todas as probabilidades do amor é um livro obrigatório para jovens e que vai mudar a vida de muitas pessoas. Como diz na orelha, esse é um dos melhores livros young adult do ano! Por favor, leiam esse livro.

“- Não se trata de fazer o que as pessoas querem que você faça. Trata-se de dar às pessoas o que elas precisam.”

Classificação:

21 comentários

  1. Este livro é uma de minhas próximas leituras! Fica ali na minha estante me olhando,mas logo chego nele..rs
    A capa é maravilhosa!
    Mesmo sendo um livro que soa como que para jovens, os problemas deles também podem nossos problemas e talvez sobre alguma lição importante..rs
    Sempre acredito nisso.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Tudo bem? Essa capa está maravilhosa e os livros da Faro Editorial andam arrasando.
    Também tenho esse livro aqui e achei a leitura fluída e encantadora. A história é reflexiva em vários aspectos e a meu ver pode ser lida por qualquer faixa etária. Seja ela jovens ou adultos.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    A sinopse e a capa do livro nunca despertaram meu interesse, mas depois de sua resenha ressaltando tudo que se passa no desenrolar do livro e um pequeno mistério, acabei ficando com curiosidade.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Bruna. Que resenha linda, mulher! Eu só havia visto a capa desse livro e não sabia do que ele falava, gostei bastante da premissa e fiquei curiosa com a leitura.

    ResponderExcluir
  5. O que mais legal desses livros é o quentinho no coração. A algum tempo quero ler esse livro, gosto dessa dramática de se reerguer com ajuda das amizades. Fiquei curiosa para saber o misteriozinho por trás de Zander, mesmo você ressaltando que não é tão surpreendente. Enfim, é um livro que quero ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Bruna tem livros que pegam o leitor aos poucos mesmo e não foi a primeira vez que li falarem isso deste em questão. Não li ainda, mas já está na lista.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  7. Oiii Bruna

    A capa desse livro é muito amorzinho, acho maravilhosa. A trama também pelo visto não fica atrás. É o tipo de livro que de momento acho que não leria proque estou em outra vibe, mas futuramente, quando estiver em busca de uma leitura legal do gênero com certeza me lembrarei dele pois parece ser muito bom mesmo.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Bruna, todos estes dramas dos personagens, me chamaram a atenção e me deixaram com vontade de ler o livro. Eu já tinha visto a capa e gostei bastante. Dica anotada.
    Bjos
    Vivi
    https://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Bru, confesso que achei a premissa bem esquisita. Um acampamento para pessoas com problemas tão sérios não entrou na minha cabeça ainda não. Mas conheci o livro agora e pode ser que eu mude de ideia. Sei que no momento não seria capaz de passar pelo ritmo lento do início, por enquanto não vou ler.

    ResponderExcluir
  10. Adorei a resenha. Uma pena que a leitura demorou para engatar mas fico feliz que tenha insistido e por trazer esta resenha pra gente. To lendo bastante young adult ultimamente e este já esta na minha lista, assim que puder irei ler e espero gostar também.

    ResponderExcluir
  11. Oi Bruno, eu sempre vejo várias pessoas indicando esse livro no Youtube e no instagram mas, eu nunca imaginei que a história falasse sobre assuntos como esses, sério estou chocada com essa descoberta! Na minha mente ele era um livro fofinho para passar o tempo..rs! Minha mãe é hipocondrica e sei como é difícil lidar com pessoas diferentes da gente, tentar fazer a pessoa entender que faz parte de um grupo ou algo assim, obrigada por me apresentar essa resenha tão perfeitinha!

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  12. Oi, Bruna! Tudo bem?
    Eu me apaixonei por esse livro assim que vi a capa. Lendo sua resenha, fiquei ainda mais ansiosa para ler. Me pareceu um livro tocante, que vai além do que a sinopse deixa transparecer e com personagens que foram bem construídos.
    Apesar do começo mais lento que você mencionou, deu para perceber que vale muito a pena insistir na leitura.
    Adorei sua resenha e a dica já está mais do que anotada. Espero ler este livro em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Não é a toa que o livro se tornou um dos seus favoritos, afinal, com uma temática que traz tantos ensinamentos e reflexões, não tem como não gostar! Eu comprei esse livro devido a tantos comentários positivos que li sobre ele, só que ainda não chegou. Mas a proposta me parece tão envolvente que eu já gosto dele sem nem ter lido ainda kkkk
    A capa é maravilhosa e foi a primeira coisa que me chamou a atenção. E agora, lendo mais essa resenha, percebo que fiz a escolha certa na hora das compras! Agora, é só esperar o meu exemplar chegar.

    ResponderExcluir
  14. É muito gratificante quando a leitura não engrena, insistimos e nos surpreendemos como aconteceu com você. A premissa é interessante e vou anotar para ler no futuro.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  15. Olá, estou com muita vontade de ler esse livro a capa dele me chamou muita atenção porém não sabia que se tratava dessa história toda. Tomarra que eu tenha a mesma persistência de você.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Ai amiga estou com ele aqui do meu lado e pronto para ser lido, confesso que venho enrolando muito para ler mas aos poucos estou pegando para leitura, espero amar ele como senti que você amou, parabéns pela linda resenha eu amei.

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá Bruna, pelos seus comentários esse livro parece estar bem bacana, adoro quando o autor criar personagens com dramas reais e quando o enredo traz boas reflexões como esse parece ter *-* Adorei a dica.

    ResponderExcluir
  18. Ainda não conhecia essa obra e achei a história bem divertida. Até anotei o título de tanto que gostei.
    Achei interessante essa divisão de capítulos. Adorei a resenha e obrigado por me apresentar esse livro :)

    Abraço!

    ResponderExcluir
  19. O livro me encantou com a capa (sou a louca do Lettering). Adorei a trama, principalmente por tratar da dor de adolescentes em crise (ou problemáticos, como queira). Se esse tipo de livro existisse na minha adolescência, provavelmente seria um daqueles com que eu me identificaria.
    Fiquei realmente curiosa. Obrigada pela dica! Ótima resenha.

    Beijos,
    Luisa
    www.degradeinvisivel.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi, Bruna! Nossa, pela capa eu não imaginaria que a história seria tão profunda assim. A sua resenha está incrível, adorei a forma como você descreveu cada personagem, fiquei curiosa para conhecer cada um. Dica anotada, bjss!

    ResponderExcluir
  21. Oii.
    Estou louca para ler esse liro, vejo tanta gente comentando super bem nas resenhas e ni insta, que fiquei bem curiosa para ler. Sem contar que adoro um romance gostoso.
    Sua resenha só contribuiu ainda mais para eu querer lê-lo.

    ResponderExcluir