segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

[Resenha] Amor Abstrato, Daya Alves

Título: Amor Abstrato
Autora: Daya Alves
Editora: Coerência (cortesia)
Páginas: 204
Onde comprar: Loja da Editora

Amor Abstrato nos apresenta a história de dois personagens que são muito diferentes, mas encontraram uma forma de serem amigos, Jaque e Léo. Jaque é uma negra e filha da empregada que trabalha para a família de Léo. Apesar do que muitos podem imaginar ela nunca teve problemas de preconceito com a família de Léo, mas ela guarda traumas do passado.

Já Léo, apesar de amigo de Jaque, é o típico bad boy que não se importa com nada. Mas, a vida está aí para passar grandes lições e unir pessoas que tinham se afastado, Léo sofre um acidente e fica paraplégico. Em meio a um mar de sofrimento e a esperança de Jaque, os dois tentam reencontrar o caminho e embarcam em uma jornada que mudará completamente suas vidas.

Quando conclui a leitura desse livro, fiquei pensando sobre como escreveria essa resenha. Eu queria dizer para o mundo sobre tudo que acontece nesse livro, sobre as reviravoltas, os medos e anseios que tive ao ler, mas eu não posso estragar a surpresa, não é? Então optei por falar pouco sobre a história e falar um pouco mais sobre minhas impressões sobre ele.


O início desse livro me deu um aperto no coração, pois ele me deu a impressão de ser parecido com Como eu era antes de você. Eu fiquei com medo de a autora verter pelos mesmos caminhos do livro da Jojo, pois Léo é um homem sofrido, que perdeu o sentido na vida e Jaque é empoderada, engraçada, esperançosa e forte. A semelhança, entretanto, fica por conta desse começo de uma pincelada na personalidade dos protagonistas, porque tudo o que acontece depois choca o leitor e dá uma sensação de aperto no peito e um desejo de que a esperança nunca morra.

Como disse, Jaque é uma personagem empoderada. Ela é uma negra, filha de empregada e isso, na nossa sociedade, faria com que ela seguisse pelo mesmo caminho da mãe. Com que não pudesse ter futuro, mas a Daya acertou em cheio ao construí-la forte e perseguidora de seus sonhos. Conforme seu passado me foi revelado, fiquei com a sensação de que eu reclamo demais da vida, que eu deveria ser mais grata e perseguidora dos meus sonhos. Existem pessoas mais machucadas e traumatizadas que eu que nunca deixaram de sonhar.

Já Léo, ao contrário do que eu imaginava, não me encantou e cara. Eu senti muita raiva dele, por o que ele representava e fazia. Nós sabemos que as pessoas erram e que custam a se arrepender, mas isso me incomodou um pouco. Ele tinha tudo na frente dele uma nova oportunidade, sonhos que poderia realizar e desistia de tudo por se sentir inferiorizado. 
"Não se penalize, sempre podemos começar de novo e fazer novas escolhas."

Outros três personagens que gostei muito foram a mãe de Jaque, maravilhosa!, o motorista da família e uma criança que é ajudada por Jaque. Mas, o ponto alto do livro fica por conta dos temas abordados. A Daya optou por trabalhar vários temas complexos, como depressão, invalidez, fé, uso de drogas, amor e violência doméstica e, apesar de serem muitos, ela fez isso de uma forma fascinante. Eu não senti falta de aprofundamento em nenhum momento. Achei tudo extremamente bem desenvolvido e amarrado.

Outro ponto que também merece destaque é um suspense que a autora inseriu na trama. O coração, nesse momento, vem literalmente à boca.


Como vocês devem ter percebido Amor Abstrato é um livro completo que em muito me agradou. Acho que faltam palavras para expressar o quanto adorei essa leitura. Obra mais do que recomendada.


Classificação:

22 comentários:

  1. Puxa, confesso que não conhecia o livro,mas já estou indo colocar ele na estante de desejados!
    Adoro um bom romance, ainda mais quando traz uma personagem bem resolvida e alegre! Pode soar um pouco clichê quando a gente começa a ler a resenha,mas ao continuar, a gente percebe no acerto que foi o enredo e outro ponto importante:inserir os demais personagens na história.
    Lerei com certeza!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Tão bom qto o livro nos dá esse sensação de completo né? Não conhecia o livro, mas acho que vou mais algumas pesquisadas por ai. Amei historia em si e mais esse toquinho de suspense que me fez ficar mais curiosa ainda.

    ResponderExcluir
  3. Como o livro da Jojo funcionou muito comigo eu tenho certeza que com esse não seria diferente. Ainda mais levando em conta a auto reflexão que o livro te trouxe, sem mencionar que ainda rola um suspense. Gostei muito de conhecer a obra, espero ter a oportunidade de ler.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá, acho que é a primeira resenha que leio desse livro e já fiquei super interessa em lê-lo. Muito legal a autora ter abordado todos esses temas na obra. Já gostei do perfil da protagonista.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Confesso que estou muito ansioso para fazer a leitura dessa obra. Tive o prazer de conhecer a Daya nos eventos da Coerência em Novembro e pelos comentários que ouvi a respeito dela, ela é uma ótima autora. Amor Abstrato está chamando muito a minha atenção, e a sua resenha colaborou bastante para a minha ansiedade em fazer a leitura, pois eu não sabia que tinha um pouco e suspense e empoderamento dentro da história! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bom?

    É ótimo quando eu vejo personagens femininas emponderadas. Que, apesar da vida lhes dar diversos obstáculos, não desistem de lutar. É ótimo que a mãe a tenha criado assim, para perserguir os seus sonhos e não trilhar o mesmo caminho que ela. E que, sim, há pessoas que sofrem dias após dias, mas nunca deixam de sonhar. É uma pena que, por outro lado, o Léo tenha ficado paraplégico e que, ainda, erra muito. Não sei se me simpatizaria de cara com ele não.
    Como você recomendou, vou dar uma olhada nele e acrescentá-lo na minha lista de desejados. A Jaque parece ser o tipo de personagem que eu amo e quero me encantar com ela logo, rs.

    Enfim, adorei a postagem e agradeço a indicação :)
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Quando eu vi que tinha "amor" no título, eu já tava pronta pra repetir que eu não gosto de livros de romance. MAs parece que esse livro não trata só do "amor romântico", mas do amor ao próximo (posso estar enganada, mas torcendo para ser isso hahaha). Os temas abordados (depressão, invalidez, superação, etc) são temas que me atraem muito, então, sim, talvez eu leia esse livro! Obrigada pela dica :)

    Beijos,
    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir
  8. Eu já queria ler esse livro antes, agora quero mais ainda. Simplesmente INCRÍVEL. Já comentei com uma amiga que esse é um dos livros que preciso comprar com prioridade. Estou encantada com a sua resenha, com medo de acabar furando a minha tão necessária fila pra ler esse mês e que não posso mudar! Adorei seu blog, visualmente lindo! Resenha super bem escrita! Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá Bruna, tudo bem?

    Realmente quando comecei a ler sua resenha pensei que era mais uma cópia de Como eu era antes de você, mas aos poucos os elementos tomaram um rumo totalmente diferente. Mesmo assim, não é o tipo de livro que leria no momento.

    Beijos
    @blogodiariodoleitor

    ResponderExcluir
  10. Gosto tanto das suas resenhas, Bruna, são sempre de livros que não conhecemos e que de certa forma me chamam a atenção, o fato de ter uma personagem negra já me deixou muito feliz, representatividade é importante. Vou dar uma procurada na obra, fiquei interessada.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    É sempre bom ler livros que abala seu coração e sua estrutura.Um bom drama nunca é recusado na minha vida,gosto de livros sofridos,de sofrer pelos personagens.
    Já tinha visto livro por acompanhar a autora no insta,mas não sabia da intensidade dele.Adoro livros com personagens empoderados e fortes.
    Quero ler o quanto antes.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Realmente a autora parece ter colocado no enredo temas que fazem toda a diferença nessa estória. É incrível quando os acontecimentos conseguem mexer com o leitor e assim nos inserir por inteiros no livro. Gostei muito da resenha e a dica foi anotada.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  13. Oi, Bru !
    Esse parece ser aquele tipo de livro que tem tudo na medida certa, né?
    Achei interessante a premissa e sua comparação inicial ao livro da Jojo Moyes, mas fico feliz que tenha sido apenas o inicio.
    A premissa realmente chama muita atenção, ainda mais vindo com personagens que aparentam ter personalidades marcantes. Gostei de saber que a autora soube trabalhar muito bem alguns temas considerados tabus. Dica anota.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi!

    eu adoro quando o livro deixa a gente sem palavras. Mas o que me chamou a atenção foi você ter dito que o livro é completo, isso ta muito em falta hoje em dia e por isso que fiquei interessada em ler o romance. Parabéns pela resenha :)

    beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oie! Quando se fala em "bad boy" minha cabeça já começa a gritar: CLICHÊ, CLICHÊ!
    Não tenho paciência mais pra esse tipo de leitura, a menos que queira me distrair, vontade MESMO não tenho, não. Adorei o post, mas passo a dica!

    ResponderExcluir
  16. Oi.

    Estou vendo uns livros bem legais sendo lançados pela editora. Ainda não conhecia este livro, mas sua resenha junto com a sinopse me deixou bem intrigada com a narrativa. Acredito que será uma boa leitura. Dica anotada!

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia a obra, mas pelo que você escreveu parece ser bem interessante. É um tipo de enredo que gosto, parece ser bem dramático e até imprevisível. Vou anotar o nome dele por aqui para não me esquecer.

    @segredosdetinta

    ResponderExcluir
  18. Olá, Bruna.
    Realmente a trama tem algumas semelhanças com o livro Como Eu Era Antes de Você. Não sabia que a Daya lançou um novo livro, já estou super curiosa para lê-lo e descobrir que suspense é esse que envolve a história.

    ResponderExcluir
  19. Oi Bru, acho que nunca li nenhum livro da Coerencia e sempre vejo elogios para com as publicações da editora. Adorei você mencionar outros personagens que voc~e gostou e fiquei curiosa com a trama toda. Quero ler.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Ooi,

    Eu sempre vejo inúmeros elogios às edições da Coerência e eu admiro muito o trabalho deles por causa disso, já tenho dois livros da editora e sempre estou de olho para comprar mais alguns. Não conhecia a proposta desse livro mas fiquei super interessada!

    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Estou vendo ótimas resenhas desse livro e estou morrendo de vontade de ler também.
    Pela sua resenha deu pra ver que é uma história emocionante e que não peca em clichês ou caminhos mais fáceis.
    Com certeza darei uma chance a esse livro

    ResponderExcluir
  22. Oi Bruna!

    Eu não conhecia esse livro e nem me lembro de conhecer a autora, mas posso dizer que achei essa capa linda e muito convidativa. Quanto ao enredo, adorei os comentários trago por você, conseguiu me convencer dessa história. Espero ter a oportunidade de realizar essa leitura também, mas seja como for, a dica foi mais que anotada. Obrigada!

    Ingrid Cristina
    Blog Catarse Literária

    ResponderExcluir