segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

[Resenha] Entre as Estrelas, Katie Khan

Título: Entre as Estrelas
Autora: Katie Khan
Editora: Bertrand Brasil (cortesia)
Páginas: 280
Onde comprar: Amazon | Saraiva

Entre as Estrelas, escrito por Katie Khan, nos apresenta a uma história futurística onde as pessoas sofrem com o impacto do primeiro amor e as escolhas que fazem por conta disso.

Os Estados Unidos e o Oriente Médio foram aniquilados. Por conta disso, a Europa tornou-se uma utopia e muitas coisas mudaram. A cada três anos as pessoas mudam para uma nova cidade – ou comunidade – e acabam não criando raízes em nenhum lugar. Se casam e têm filhos apenas quando atingem uma idade aceitável e vivem o hoje. Jovens podem dormir com diversas pessoas e a vida é perfeita, na medida do possível.

Em um desses lugares, Max e Carys se conhecem. O amor entre eles é imediato e eles começam a se envolver, mas, como disse acima, as pessoas não podem criar raízes. É aí que as coisas desandam. À deriva entre as estrelas, com apenas alguns minutos de oxigênio e com a possibilidade de apenas um deles sobreviver, vamos conhecer a história de vida e amor deles. Em meio a isso tudo quem sobreviverá? 
“- Você sabia – diz Carys para distraí-los enquanto ele busca o vazamento – que existem mais estrelas no universo do que grãos de areia em todas as praias da Terra?”

Sabe aquele livro que te conquista pela capa? Quando descobri esse lançamento achei a capa incrível e nem fui muito atrás de ler a sinopse, só adicionei na lista de desejados. Foi uma surpresa incrível receber o livro em casa do Grupo Editorial Record. Claro que não pensei duas vezes em começar a leitura imediatamente. E, como esperado, o começo da história foi extremamente interessante.


De cara a autora já nos coloca numa situação difícil. Os dois estão fora da espaçonave e veem que o oxigênio está diminuindo. Eu já comecei a ficar com o coração acelerado e torcendo até para existir um extraterrestre que pudesse salvá-los – claro que isso não existe. Então, conforme vamos conhecendo a forma como eles se conheceram, se apaixonaram e enfrentaram o mundo, nosso coração vai enchendo de esperança, pois, numa sociedade onde não se pode ter raízes, amar é fascinante. 
“(...) Ela sabia que aquele era um desses momentos em que precisava se anular e deixar a prudência de lado; que podia ser uma pessoa que se importava menos com os planos aparentes para a noite e mais com a energia do momento. (...)”

A única coisa preocupante nesse relacionamento é que Max é muito adepto da utopia que é a Europa. Ele se dá bem sendo um homem de todos, não criando raízes e se envolvendo. Dá um baita medo pensar nas besteiras que ele deve ter feito, mas foi extraordinário acompanhar seu crescimento como homem. Brinco que, no começo, ele era uma criança e se tornou um adulto com “A” maiúsculo. Já Carys ela não curte muito a utopia, afinal, não faz muito tempo que está no sistema, então, ela acaba se entregando e encantando mais rápido e isso acende aquela luz de alerta: você vai se machucar Carys
“- Ao contrário dessas garotas e de Sandy – corrigiu-se Max – pareceu algo mais substancial, se é que me entende... Todo o resto é muito... transitório.
- A Rotação é transitória, Max – disse Liu, baixinho.
- Eu sei. E isso nunca me incomodou antes. Sempre gostei de viver sozinho, de fazer o que quero, quando quero. E de me mudar quando as coisas começassem a perder a graça.”

Apesar de ela se entregar fácil, ela tem algumas restrições e muitas coisas para aprender e os dois crescem muito juntos. São aquele casal que é impossível não shippar para sempre. Por conta de tudo isso que eu falei, esse livro teria tudo para ser favorito se não fosse pelo final. Acho que o intuito da autora foi esse mesmo, mas foi muito ruim – e chocante – acompanhar os finais possíveis que essa história teria. Meu coração ficou despedaçado, destruído e ainda não me recuperei.


Acredito que Entre as Estrelas é aquele típico livro que vai dividir opiniões: uns vão gostar e outros não. Mas acho que é um livro que precisa ser lido, pois trará pensamentos e reflexões a respeito do quão importante é criar raízes e amar, acima de tudo.


Classificação:

22 comentários:

  1. Primeira resenha que li do livro e adorei.
    Desde quando lançou ele está na minha wishlist.
    Só de ler a sua resenha eu concordo que irá dividir opiniões e me deixou ainda mais curiosa para conferir.

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bru!
    Primeira resenha que leio desse livro e eu fiquei curiosa para saber a minha opinião quanto a ele.
    Eu também recebi esse livro, junto com um outro, o "Bela gratidão", e lendo a sinopse de ambos, me senti mais atraída pelo "Bela gratidão", tanto que já li.
    Agora a sua resenha me fez querer ler "Entre as estrelas" e saber o que eu vou achar dessa história, que aparenta ter um toque diferente de tudo que já li.
    Um super beijo!
    Thami, Blog Historiar.

    ResponderExcluir
  3. Não nego que eu amei a capa, me encantei pela sinopse e fiquei extremamente tentada a ler por sua resenha. Ou seja, você deu a dica e eu vou aproveitá-la para aumentar um pouco mais a minha lista de desejados! hahaha

    ResponderExcluir
  4. Oi tudo bem?
    Realmente a capa é maravilhosa! Gostei bastante da premissa do livro me parece um romance de tirar o folego na medida certa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Adoro livros que, além de ter toda uma história bem bolada por trás, nos trazem alguma reflexão, acrescentam algo. Adorei tua resenha e fiquei bem curiosa pra conferir a obra!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  6. A ideia dessa história é muito boa, acho que pode dar uma leitura apaixonante mesmo. Gostei da ideia e com certeza vou dar uma chance para ele no futuro.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  7. Olá
    Realmente a capa é linda, mas a história não chamou a minha atenção, que bom que pra vc foi um uma leitura positiva , mas dessa vez ou passar a dica. Bjus
    Jis Rocha
    Blog Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  8. Oi, Bruna. Que capa maravilhosa!
    Eu ainda não conhecia o livro e também me encantei com ele só de olhar para essa capa linda. Achei a premissa muito interessante e fiquei com vontade de ler. Ótima dica!

    ResponderExcluir
  9. Que capa mais linda!! Sinopse mega chamativa, fiquei muito tentada a comprar o livro de uma vez e ter minha própria opinião, rs.
    Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?

    Com certeza seria o tipo de livro que compraria pela capa, é linda demais! E lendo sua resenha, fiquei com muita vontade de ler. Não é meu tipo de história, mas arriscaria a leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Ola, eu ja tinha ficado muito curiosa para ler esse livro só pela capa. Agora ele vai para minha lista pois fiquei curiosa para ler uma utopia nunca li nenhuma. Dica anotada com certeza

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Estou bem curiosa pra realizar essa leitura. Acho que tem um tema bem bacana pra ser abordado e ainda levar a boas reflexões.
    Sem dúvidas será uma das próximas leituras.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  13. Oi Bruna,
    Não conhecia o livro e concordo com você que essa capa é linda. Lendo sua resenha fiquei interessada parece aquele tipo de história que realmente vai mexer com o coração da gente. Gostei muito e vou procurar saber mais sobre ele e se puder quero ler com certeza.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Esse livro tem uma capa linda. Achei a premissa bem interessante, com isso de não poder criar raízes, mas confesso que fiquei com medo desse final e não sei se terei coragem de ler.

    ResponderExcluir
  15. Hey!

    Eu adoro utopias, elas são reflexos de desejos profundos do autor. Não conhecia a obra mas achei ela muito interessante, principalmente por poder notar a evolução do personagem, dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Que capa linda!!Realmente muito linda.
    E que história! Eu adoro livros diferentes com uma pegada diferente.
    Alem que deve ser bem reflexivo com isso de não criar raízes.
    Anotar a dica.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Uau, que história incrível! Eu não conhecia essa capa, mas fiquei encantada por ela e por essa história diferente e bonita. Achei bem louco essa utopia e o fato de ninguém ser de ninguém haha, mas gostei do modo como o romance ocorre e estou louca para ler como será o desenrolar dessa história. Obrigada pela dica, bjss!

    ResponderExcluir
  18. Pela deusa que história tensa, só lendo a resenha já fiquei sem ar literalmente, imagina com o livro. nunca que imaginei que uma capa fofinha dessa trouxesse um contexto desses, já quero pra ontem.

    ResponderExcluir
  19. Oie, tudo bem?
    Amei essa resenha! A capa do livro é linda e eu amei as fotos da edição, belíssimas! Tõ curiosa pra ler, acabou indo pra minha listinha de desejados <3

    ResponderExcluir
  20. Olá,
    Antes de mais nada gosto muito desta capa, adoro tipografias em títulos!
    Acho que o livro é uma espécie de distopia, né?
    Realidades alternativas é sempre legal de se ler, gostei da dica!

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  21. Olá,

    Eu tinha uma ideia diferente do que seria essa história, estava super curiosa para lê-la, confesso que a capa bonita foi o que me chamou a atenção, mas, mesmo na sendo o que eu esperava, quero conhecer essa história, porque é muito intrigante essa premissa.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Olá!

    Primeramente, que fotos! Agora, sobre o livro, não o conhecia, mas curti a premissa, parece ser uma leitura bem leve. Vou aproveitar minhas férias e ver se consigo lê-lo.

    ResponderExcluir