sexta-feira, 6 de outubro de 2017

[Resenha] A Desconhecida, Mary Kubica

Título: A Desconhecida
Autora: Mary Kubica
Editora: Planeta (cortesia)
Páginas: 352
Onde comprar: Amazon

“(...) Era a palavra dele contra a minha.”

A Desconhecida chegou em casa após eu ouvir muitos – muitos mesmo – elogios para a autora Mary Kubica. Nesse thriller psicológico, somos apresentados à história de Heidi, uma humanitária, casada com Chris, um economista, e mãe da Zoe. Como todas as famílias, a família de Heidi não é perfeita. Sua filha parece estar atingindo a adolescência antes do esperando, Heidi não consegue ligar bem com isso e Chris é uma pessoa ausente, sempre viajando a trabalho. 
"É mais comum eu não estar lá do que estar, tem sido assim desde que começamos a namorar. Heidi está acostumada com minha ausência. Como dizem: a ausência faz crescer a saudade. De qualquer forma, é isso que ela responde, quando pergunto se sente minha falta. Acho que, em segredo, ela gosta de ter a cama inteira só para si."

Heidi trabalha em uma ONG que atende refugiados com dificuldades e, todos os dias, faz o mesmo caminho para o trabalho: o trem suspenso de Chicago. Em uma de suas viagens diárias, Heidi percebe uma adolescente que está sempre zanzando pelas estações com um bebê. Aquilo comove nossa humanitária que vê, claramente, o sofrimento naquela jovem. Sem pensar muito, Heidi acolhe Willow, a adolescente, e Ruby, a bebê, em sua casa. Sua decisão causa um leve transtorno com seu marido e filha, mas ela nãos e importa apenas faz. O que poderia acontecer? Seria Willow uma voa pessoa? Ela seria capaz de fazer mal à Heidi ou a Zoe?

Quem me conhece sabe como amo livros do gênero e como tento ler tudo que vem pela frente. O hype na autora foi alto e eu estava com as expectativas nas alturas em relação a esse livro, talvez tenha sido isso que tenha feito a decepção ser tão grande, vou explicar os motivos.

O começo da leitura foi frenético. Estava intrigada para saber como Heidi levaria Willow para casa e fiquei encantada com a alternância entre narrativas (Heidi e Chris presente e Willow futuro). Logo nas primeiras páginas, já sabemos que aconteceu alguma coisa muito grave e ficamos ávidos por saber o que. Até metade do livro, vivemos aquela tensão de saber qual será a próxima cena e essa tensão vai se dissipando quando as peças começam a se encaixar e temos a visão, clara, do que aconteceu com Willow. 
“(...) Você está muito encrencada. Mais encrencada do que você pode imaginar. Você é suspeita de dois assassinatos.”

Além disso, o final foi, para mim, bastante aberto e corrido. Faltaram explicações para muitas coisas e isso fez com que as pontas ficassem bastante soltas. Essa foi, pelo menos, as impressões que tive ao longo do livro e em seu final.

Entretanto, preciso confessar que a história não é ruim, como minha resenha possa demonstrar. O livro é bem construído, essa alternância entre narrativa e tempo, os personagens e seus dramas pessoais foram muito bem trabalhados. Além disso, o livro tem um tema que precisa ser discutido e que, infelizmente, acontece com muitas pessoas e crianças e, nesse ponto, refleti demais sobre o quão doentia nossa sociedade é.


Acredito que A Desconhecida é aquele livro que é preciso ser lido para formar uma opinião, pois cada um terá uma impressão diferente dele quando e como ler.


Classificação:

12 comentários:

  1. Oi, Bruna.

    Gosto bastante de livros que tratam dos problemas da nossa sociedade, acho que é necessário, inclusive. É uma pena que o livro tenha tido alguns pontos negativos, pois parece ser uma ótima história.
    Me interessei também, por causa da alternância das narrativas, adoro isso haha.

    Bom, mas como você mesmo disse, é melhor eu ler para poder formar uma opinião sobre o livro, né?!

    Beijão.

    ResponderExcluir
  2. Oi Bruna,
    Que pena que não gostou tanto assim do livro isso sempre acontece quando vamos com expectativa demais ler alguma coisa né? Sobre a história eu acho intrigante,mas no momento vou deixar passar estou com várias coisas aqui em casa e esse não está nas minhas prioridades.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Gostei da capa e sinopse. Já havia olhado este livro por aí e ficado bem curiosa, pois adoro estas tramas, com suspenses e dramas. Foi muito bom ler sua resenha, pois deu para saber mais da história.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Bruna esse gênero é um dos meus preferidos, e eu estou curiosa para ler algo dessa autora, e acho que vou começar por garota desconhecida * eu não lembro se é assim que se escreve o nome do livro, eu estou querendo ler esse livro. Amei essa resenha

    ResponderExcluir
  5. Oii! Eu já tinha visto essa capa algumas vezes, mas não sabia do que se tratava a história. Parece ser bem interessante, fiquei intrigada e curiosa para saber qual será a coisa grave que irá acontecer. Sua resenha está ótima, espero conferir essa obra um dia. Bjss!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Essa capa é linda. Mas sabe que adoro esse final que costumo dizer que é "em aberto" assim cada um tem uma visão dos acontecimentos e uma interpretação sobre a obra. Dá pra ter embates interessantes.
    Não conhecia esse livro e fiquei com vontade de conhecer essa história.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  7. Eu estou muito curiosa com esse livro, estou esperando que ele chegue aqui em casa há algum tempo, mas os Correios estão atrasando a entrega. Gostei de ler a sua resenha e fiquei ainda mais interessada em realizar a leitura da obra. Acredito que alguns pontos vão me desagradar também, mas que no geral a leitura será boa.

    ResponderExcluir
  8. Olá Bruna, eu não conhecia o livro, mas curti a proposta do enredo e apesar de não curtir muito finais mais abertos fiquei curiosa para lê-lo *-*

    ResponderExcluir
  9. Eu estou ansiosa para ler este livro, que por sinal está na minha lista de leituras e acredito que conseguirei lê-lo no início do próximo mês.
    Quero muito conhecer mais a fundo a história, afinal, este é um gênero que me agrada bastante.

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Não costumo ler esse tipo de livro, mas sua resenha me chamou a atenção para esse detalhe. Vou anotar na minha lista e obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  11. Oiii!

    Eu não conhecia a obra por não ser bem meu estilo favorito, e mesmo com todas suas ressalvas, parece até uma leitura agradável. Quem sabe um dia eu leia, né?

    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Uma pena o final ser aberto e corrido, detesto quando isso acontece e até queria ler o livro mas agora estou com um pé atrás.
    BJs

    ResponderExcluir