quarta-feira, 6 de setembro de 2017

[Resenha] Além da Amizade, Clara Alves

Título: Além da Amizade
Autora: Clara Alves (cortesia)
Editora: Independente
Páginas: 522
Onde comprar: Amazon

“Quando erramos o caminho, damos chance para novas possibilidades entrarem em nossa vida.”

Além da Amizade foi um livro que chamou minha atenção, inicialmente, pela linda capa, ele me ganhou pela sinopse e simpatia da autora – que é uma fofa!

Quando ele chegou em casa – há um tempinho, confesso – estava numa baita ressaca literária e nada que eu lia me agradava. Decidi pegá-lo para ler, pois imaginei que a leitura seria leve, envolvente e divertida e, de fato, o foi com algumas ressalvas que vou explicar mais abaixo. 
“Se não existisse guerra, não saberíamos o significado verdadeiro da paz. Se não sofrêssemos, não daríamos valor ao amor quando ele estivesse à nossa frente. Não é fácil simplesmente ignorar e seguir em frente. Mas quem disse que seria? Eu só não queria mais me arrepender dos erros de minha vida. Tudo o que fazia era pensando em mim mesma, mas também — e principalmente — nos outros. Nos meus propósitos, no meu orgulho, nos sentimentos das pessoas a minha volta. Se eu cometia erros... O que podia fazer? As pessoas erram. E é para isso que existe o arrependimento.”

Esse livro nos apresenta à história de Anna, uma jovem garota que tem uma vida perfeita, um namorado maravilhoso e ótimos amigos. Tudo ia bem até ela fazer uma surpresa para o namorado e descobrir que ele não era tão perfeito assim. Nossa querida protagonista fica muito triste e decepcionada com a vida, mas com a ajuda de seus grandes amigos, Natan e Jullie, ela começa a ver um novo sentido na vida e até arruma um novo affair, o Gustavo.

Mas, nem tudo irá se resolver tão fácil assim para ela, não é? Ela se apaixona por seu melhor amigo – Natan – e não sabe como solucionar isso sem estragar tudo o que têm. 
“— E sabe... Não vale a pena sofrer por causa de erros. Todo mundo erra. O que nos difere uns dos outros não é apenas a nossa capacidade de enxergar e consertar esses erros, mas também a nossa capacidade de perdoar.”

Como disse, o livro é leve, envolvente e divertido, mas, ao mesmo tempo, ele é cansativo. A Anna é a rainha do drama, sério. Tudo para ela é uma tempestade num copo d’água e chega uma hora que isso cansa. Que dá vontade de pegá-la e falar: minha filha a vida não é assim não. Além disso, no começo, ela é extremamente egoísta, pelo menos foi o que achei por suas atitudes. Sim, ela é aquele tipo de amigo e personagem que só se preocupa com ela mesma e isso é meio bléh. O grande diferencial do livro foi que a autora soube fazer a protagonista desenvolver. Se compararmos a Anna da primeira página ela é completamente diferente da Anna da última página.

Com relação aos demais personagens, eu me encantei por todos, mas meu amor pelo Natan é imensurável. Ô menino mais fofo gente! Ao mesmo tempo, é impossível não simpatizar com o Gustavo. E, sim, de certa forma, temos um triângulo amoroso na trama.


Apesar de a leitura ter tido pontos negativos, foi um livro que me ajudou muito a sair da ressaca interminável que eu estava. Acredito que a melhor indicação dessa obra é para jovens adolescentes que entenderão todos esses dramas, porque, sim, eu me lembrei dos meus 15 anos e era igualzinho a Anna, talvez por isso ela tenha me irritado tanto (risos). 
“Parece que não importa quantas coisas boas a gente tenha na vida, elas sempre vão ter um fim.”


Classificação:

15 comentários:

  1. Oi, Bruna.
    Eu li o livro ano passado e gostei bastante, sabe? Eu também achei a Anna muito chatinha, ela não sabia o que queria na metade do livro, isso irritou muito. Mas mesmo assim, adorei o livro já que essa temática adolescente sempre me chama atenção.
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá Bruna;
    Ele está me ganhando pelas capa e pelo quote do inicio da resenha rsrs.
    Que bom que a Anna evoluiu e que a leitura fluiu. Quem nunca fez um drama não é mesmo.
    Vai pra minha lista de desejos.

    Boa semana.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/2017/09/voce-quer-um-balao.html

    ResponderExcluir
  3. Oi tudo bem?
    Já li esse livro a um tempinho atrás e realmente a Anna é a verdadeira Drama Qeen mas ela até que evoluiu mesmo até o final do livro ( Graças a Deus né? Porque misericórdia haha) Também adorei os outros personagens me vi numa disputa entre o Natan e o Gustavo de quem seria meu coração hahaha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá, não sabia que tinha esse livro em formato impresso, achei que era só e-book. A capa é mesmo muito linda. Não sabia do que se tratava a história, pela sua resenha, com suas ressalvas, parece uma leitura leve. Talvez eu o leia futuramente.

    ResponderExcluir
  5. Ei Bruna,
    Gostei da sua resenha, mas definitivamente me manterei longe da leitura. Não sou chegada a romances, ainda mais esses que tem uma personagem tãaao irritante quanto à Anna. Vou deixar para as mocinhas mais jovens que provavelmente irão se identificar.rsrs
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
  6. Olá! Fiquei curiosa para ler esse livro. Muito boa sua resenha.
    Vou anotar a indicação. Espero estar lendo em breve.
    super bjo

    ResponderExcluir
  7. Olá! Realmente a capa do livro chama a atenção, é bem bonita! Pena que acho que me estressaria com o livro, personagem dramática não é comigo, mesmo você falando que ela se desenvolve no fim. Por enquanto eu vou deixar passar a dica, mas eu amei a sua resenha 💙

    Um beijo

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem? De cara o plot não me atraiu, não é o tipo de história que me arrisco na leitura, só se for uma indicação muito ferrenha de alguém com gosto parecido ao meu. Uma coisa que li nas suas impressões que deixaria maluca é a protagonista cheia de mimimi... não suporto isso nem na vida real, num livro então eu ia surtar. Mas de qualquer maneira é sempre uma indicação, e qvai que de repente esse vai ser o livro que vai me tirar de uma ressaca literária também.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  9. Olá!Tudo bem?
    O livro tem uma capa muito linda.
    Mas a história não é aquela que me chamaria atenção de primeiro,além de eu odiar personagens dramáticas mas o bom é saber que ela evolui.
    E todo livro adolescente é meio aquelas dúvidas,medos e descobertas.
    Parece um livro legal.
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Bruna, como está?
    Achei a premissa do livro até legal apesar dos pontos que tu comentou sobre a protagonista. Eu e a Nelmaliana concordamos em uma coisa: detestamos gente que fica de mimimi, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
    Pelo menos a Anna evolui com o passar da história, o que para mim é algo bem positivo e até mesmo fez esse livro ganhar alguns pontos comigo.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi.
    Eu até gosto de romances adolescentes, mas eu não tenho muita paciência pra excesso de drama também.
    Creio que o ponto mais positivo é a evolução da personagem no decorrer da narrativa.
    Acho que esse é um livro que eu leria para curar uma ressaca literária, assim como você fez.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Oie...
    Que capa linda <3
    O livro até parecia ser legal, mas, diante de suas ressalvas me desanimei um pouco a ler. Porém, me encantei por alguns elementos da obra e acho sim que futuramente possa ser uma boa pedida pra mim.
    Bjo

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Que bom que mesmo com as ressalvas foi uma boa leitura e te tirou da ressaca, adoro quando isso acontece pois ficar sem ler por causa da última leitura é algo terrível :(
    Mas é uma pena que a protagonista seja tão insurportável, detesto passar raiva com mocinhas assim kkkkk

    ResponderExcluir
  14. Oie, tudo bem?
    Eu amei a capa, mas não sei se tenho paciência pra essa garota. Odeio drama desnecessário e quando não me identifico com o protagonista, dificilmente me envolvo na leitura!

    ResponderExcluir
  15. Oi, bru, que bom ver que esse livro te tirou de uma ressaca. Eu estou passando por uma agora e não sei o que irá me tirar, risos. Mas, não sei se esse seria uma boa opção para mim, porque livros com adolescentes dramáticas me deixam levemente irritada, ou melhor, totalmente. Mas gostei de saber que ao menos a protagonista tem uma evolução visível, isso é muito importante.

    ResponderExcluir