terça-feira, 18 de julho de 2017

[Resenha] Sempre foi você, Ana Lemos - Amores Traçados #1

Título: Sempre foi você
Autora: Ana Lemos
Série: Amores Traçados #1
Editora: Pandorga
Páginas: 224
Onde comprar: Amazon

Sempre foi você, escrito por Ana Lemos e primeiro livro da série Amores Traçados, nos apresenta à história de Lucy Somel, uma brasileira que conhece Anna, uma norte-americana que passou uma temporada no Brasil, pois seu pai estava a trabalho. Em um ano elas criam um laço de amizade muito forte e tornam-se quase irmãs. É por conta desse forte laço que os pais de Anna convidam Lucy para morar com eles em Nova York, eles ficariam responsáveis por pagar tudo o que ela precisasse e ela deveria cuidar da filha mais nova deles, Sophia.

Lucy aceita tudo de bom grado e parte nessa viagem. As duas irmãs postiças começam a estudar Direito e seguem sua vida sendo amigas, cúmplices e almejado um bom futuro onde trabalharão na empresa da família de Anna. Em meio a tantos acontecimentos, relacionamento sério é a última coisa que as amigas pensam, principalmente Lucy, mas isso está prestes a mudar.


É seu último ano de faculdade e ela precisa estagiar. A universidade – ou seria o destino? – dão uma força e a colocam para ser orientada por Marco Salvatore, uma lenda dos tribunais. Lucy surpreende Marco, pois ele nunca orientou uma mulher, ela não se intimida perante e ele e porque ela é linda. Já Marco surpreende Lucy por toda a beleza que ele tem e a tensão sexual que existe entre eles. Como poderão conviver com essa tensão sendo que ele não pode se envolver emocionalmente? Como Marco lidará com isso já que é um libertino?
“Relaxar… Será que eu conseguiria, algum dia, relaxar depois de passar o dia todo ao lado daquele homem? Oh, Virgem das Garotas Solteiras e Sem Sorte, ajude-me a conseguir me concentrar e não fazer besteiras quando estiver ao lado dele.”

Já tinha visto esse livro muitas vezes por aí, mas nunca tinha parado para ver sobre o que falava ou tinha ficado interessada em fazer a leitura, o que mudou quando estava atrás de algo leve e envolvente. Lucy foi uma protagonista que me conquistou no começo, mas me fez odiá-la por conta de algumas atitudes. E Marco, bem, ele é apaixonante apesar de bastante imaturo em alguns momentos e isso me irritou um pouquinho.

Entretanto, apesar de ter tido certa ressalva com relação aos protagonistas, a química que há entre eles é palpável e isso deixa o leitor extremamente curioso para saber se dará certo ou não.

No mais o livro não é inovador, ele é bastante clichê, as coisas acontecem rápido e muitas nem recebem a explicação adequada. Acho que a autora pecou em alguns pontos, como o fato de ter sido muito fácil para Lucy ir para os Estados Unidos, se adaptar e ser tão aceita por todos, mas estamos falando de ficção, não é?

É uma leitura leve que pode ser feita facilmente em apenas um dia. A escrita da Ana também é muito gostosa e espero ter a oportunidade de ler outros livros dela, pois sei que vou gostar.

Classificação:

15 comentários:

  1. Oi, Bruna! Histórias clichés em livros tendem a causar distanciamento em muitos leitores. Apesar de haver o clichê na obra, eu o leria sem nenhum problema. Parabéns pela resenha menina, a mesma ficou espetacular. Abração!

    www.marcasliterarias.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Bruna,
    enquanto lia sua resenha ficava esperando a hora em que ia surgir uma treta entre as irmãs postiças ou sei lá, um triangulo amoroso com esse orientador gato hahaha acabei concordando com tudo que as coisas foram fáceis demais para Lucy, principalmente se o único empecilho entre o provável caso seja o fato dele ser o orientador dela. Eu acho que não teria problemas em ler esse livro e fiquei curiosa com relação aos pontos que citei e provavelmente o procurarei para ler em algum momento em um futuro próximo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Ola
    Não ligo de a história ser clichê, mas acredito que deve ter um bom desenvolvimento e especialmente para as coisas não acontecerem rapido demais. Eu não tinha lido nada a respeito antes, mas diante de alguns pontos fiquei curiosa sim com essa história. Gostaria de saber mais sobre as características dos personagens, por conta dos seus comentários.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Eu gosto de livros clichês (as vezes) principalmente para passar o tempo, nem sempre é ruim! rsrs

    Nesse caso acredito que os personagens não me agradaria tanto, por conta de seus comentários, não sei se leria o livro pois acho que faltou um pouco de desenvolvimento, mas adorei sua resenha!

    Beijos
    Jess

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto de livros clichês, mas acho que tudo ser muito fácil eu também me incomodaria, tem que ter um drama kkkk

    ResponderExcluir
  6. Achei a capa linda!!!
    Não tenho problemas com clichês, desde que a escrita seja envolvente, acho válido dar uma chance para a leitura, ainda que como você disse, não tenha nada de inovador. Fiquei curiosa com o casal e acho que seria uma excelente leitura para entretenimento.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Eu gosto de histórias clichês, leves e despretensiosa onde lemos em dia. São livros ideais para ler naqueles momentos em que não conseguimos começar nehuma leitura. Uma ótima indicação, mesmo tendo algumas falhas na história.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bem?
    Eu não curto muito clichês (na verdade, não curto MESMO). E ainda mais sabendo que tudo se passa rápido demais, não me agradou a narrativa e enredo dessa obra. Eu gosto de romances que demoram a se desenrolar, que fazem vc pensar se vai mesmo dar certo, sabe? Não foi o caso com esse, mas obrigada pela dica ^^

    ResponderExcluir
  9. Oie. Não conhecia o livro nem a autora, mas fiquei bem curiosa para saber mais sobre o enredo, sobre a vida da protagonista e sobre como será o relacionamento dos dois. Até pouco tempo atrás eu detestava demais obras clichês, mas desses clichês pesados, sabe? Agora estou aprendendo a gostar, eles têm lá seus charmes, hahah. Então essa obra é uma que eu provavelmente leria. Adorei a indicação!

    Beijo, beijo.

    ResponderExcluir
  10. Oi Bruna!

    Eu não conhecia o livro e nem mesmo sua autora, mas fico contente que mesmo a leitura não tendo sido das melhores para você, você conseguiu relaxar e aproveitar o momento. Às vezes, um livro só precisa ser isso mesmo: um instrumento de relaxamento.
    Vou guardar a dica para quando eu também quiser algo para relaxar e passar o tempo.
    P.S.: Queria muito ter essa sorte da protagonista e ser levada para os EUA com a garantia das despesas pagas. hahaha

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bom?
    Não conhecia esse livro, mas, apesar de tudo ser muito fácil, alguns pontos não ficarem claros e a história ser bem clichê, eu fiquei interessada em ver como se desenrola essa relação entre a personagem e Marcos. Adoro histórias assim quando preciso de algo leve para ler.
    Amei a resenha e a sinceridade!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Ao contrário de você eu realmente nunca vi esse livro por aí, essa resenha é meu primeiro contato com a obra. Eu não sou muito chegada a clichês, fico bem entediada com livros assim na verdade. Fico feliz que tenha gostado apesar de tudo, acho que no momento eu deixarei passar a dica ❤️
    Um beijo

    ResponderExcluir
  13. Oi, Bru

    Essa é a primeira resenha que leio sobre esse livro. Eu não me importo com clichês, o que me incomodaria seria o desenvolvimento da história mesmo. Eu gosto de um ritmo legal e gosto muito de explicações, então não sei se seria uma boa leitura para mim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá,

    Histórias clichês nunca foi um problema para mim, costumo ler vários e desde que tenham um bom desenvolvimento, estarei satisfeita. Já faz um bom tempo que eu não ouvia falar nesse livro, ele era bem comentado na época de seu lançamento, até tinha interesse em fazer a leitura, mas que acabei perdendo com o tempo.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir